Estudantes Presos Políticos Saharauis dispersados por 4 prisões em Marrocos

PUSL.- De acordo com informação de familiares do grupo de estudantes conhecido por Grupo Companheiro de El Uali, presos políticos saharauis que foram condenados de 3 a 10 anos de prisão, os jovens serão transferidos hoje para várias prisões em Marrocos.

As autoridades marroquina irão assim dispersar o grupo pelos centros penitenciários de Ait Melloul, Tiznit, Bouzakarn e 6 continuam de momento em Oudaya Marraquexe (lista abaixo).

Vários dos jovens estão em situação de saúde alarmante, sendo que El Wafi Wakari necessita de uma cirurgia urgente.

Mais detalhes sobre a situação destes presos políticos saharauis podem ser consultadas nos vários artigos publicados pelo PUSL desde a sua detenção em 2016. (relatório e artigos) Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Comunicado de imprensa de Koehler

Horst KöhlerPUSL.- Após a visita ao Sahara Ocidental o enviado pessoal do Secretário-geral da ONU para este territorio emitiu um comunicado que fica muito aquém daquilo que se esperava. Koehler parece não querer “aborrecer” o ocupante marroquino e não menciona que a população saharaui saiu em massa à rua deixando claro que não existe outra solução que não seja a autodeterminação.

O ex-presidente da alemanha, ex-negociador do tratado de Maastricht, ex-membro da comissão trilateral e com ligações ao grupo Bilderberg, ex-presidente do FMI, ex-presidente do Banco Europeu de Reconstrução e Desenvolvimento, co-presidente do Banco Africano de Desenvolvimento e autor do plano Marshall para Africa decidiu no seu comunicado enfatizar a necesidade de uma solução “realista e de compromisso” que abra as portas ao investimento estrangeiro e criação de emprego na região. Parecendo mais preocupado com a economia e o investimento estrangeiro que com a ocupação e a máquina de repressão do ocupante. as detenções arbitrárias, os desaparecimentos forçados, a apropriação da cultura, a imposição da nacionalidade marroquina aos saharauis, a alteração dos nomes saharauis para que fiquem “marroconizados”, as torturas, etc etc etc Read more

Ayúdanos a difundir >>>