Comunicado de imprensa de Koehler

Horst KöhlerPUSL.- Após a visita ao Sahara Ocidental o enviado pessoal do Secretário-geral da ONU para este territorio emitiu um comunicado que fica muito aquém daquilo que se esperava. Koehler parece não querer “aborrecer” o ocupante marroquino e não menciona que a população saharaui saiu em massa à rua deixando claro que não existe outra solução que não seja a autodeterminação.

O ex-presidente da alemanha, ex-negociador do tratado de Maastricht, ex-membro da comissão trilateral e com ligações ao grupo Bilderberg, ex-presidente do FMI, ex-presidente do Banco Europeu de Reconstrução e Desenvolvimento, co-presidente do Banco Africano de Desenvolvimento e autor do plano Marshall para Africa decidiu no seu comunicado enfatizar a necesidade de uma solução “realista e de compromisso” que abra as portas ao investimento estrangeiro e criação de emprego na região. Parecendo mais preocupado com a economia e o investimento estrangeiro que com a ocupação e a máquina de repressão do ocupante. as detenções arbitrárias, os desaparecimentos forçados, a apropriação da cultura, a imposição da nacionalidade marroquina aos saharauis, a alteração dos nomes saharauis para que fiquem “marroconizados”, as torturas, etc etc etc

O investimento estrangeiro já presente como a mega empresa Alemã Siemens pode criar empregos, mas certamente não para a população saharaui, o territorio tem diariamente aumento de colonos marroquinos que ocupam todos os empregos e beneficiam do beneplácito das autoridades para maltratar, assasinar e ocupar as casas dos saharauis. Tudo coisas que apesar de relatadas ao Sr. Koehler não tiveram eco no comunicado. A visita foi um êxito independentemente de quaisquer comunicados, as imagens são claras, os saharauis não se vergam, irão lutar até alcançar a independência.

Nota aos Correspondentes: Visita do Enviado Pessoal do Secretário-Geral para o Sahara Ocidental (2 julho)

Após visitas a Argel, Nouakchott, Rabuni e Rabat, o Enviado Pessoal do Secretário-Geral para o Sahara Ocidental, oex Presidente Alemão Horst Koehler, efectuou uma visita de três dias ao Sahara Ocidental de 28 de Junho a 1 de Julho, que incluiu reuniões em El Aaiun, Smara. e Dakhla.
 
O enviado reuniu-se com autoridades locais, membros de um grande número de organizações da sociedade civil e membros da comunidade empresarial. O Presidente Koehler foi informado sobre a situação social e económica e sobre a situação dos direitos humanos no Sahara Ocidental. O debate em curso sobre o uso correto dos recursos naturais foi outro tema que os interlocutores do presidente abordaram repetidamente.
 
Nas suas reuniões, o Presidente Koehler sublinhou a importância de progredir no sentido de uma solução política justa, duradoura e mutuamente aceitável para o conflito que proporcionará a autodeterminação do povo saharauí. Ele sublinhou a necessidade de um novo espírito de realismo e compromisso. Tal solução, sublinhou o Presidente, eliminaria os obstáculos a mais investimento directo estrangeiro e à criação de crescimento e emprego no Sahara Ocidental e em toda a região do Magrebe. Enquanto seus interlocutores da sociedade civil expressaram uma diversidade de pontos de vista, todos compartilhavam um forte desejo de ver o conflito resolvido. O enviado pessoal foi encorajado pela abertura de todos os interlocutores para desempenhar um papel construtivo na busca de uma solução para o conflito, incluindo a construção de confiança em toda a frente política.
 
O Presidente Koehler gostaria de agradecer a todos os seus interlocutores no Sahara Ocidental pelos muitos intercâmbios úteis e francos que teve com eles e pela sua hospitalidade. Ele lamenta que, devido a limitações de tempo, ele não tenha conseguido falar com cada uma das muitas pessoas que pediram para se encontrar com ele. Ele também gostaria de agradecer ao SRSG Colin Stewart e a todos os funcionários da MINURSO pelo seu apoio contínuo à sua missão. O Presidente Koehler deixou o Território ontem.

Ayúdanos a difundir >>>