Não há confederação com Marrocos como solução para a ocupação do Sahara Ocidental

Diario La Realidad Saharaui, DLRS

Mhamed Khadad nega uma confederação com Marrocos como uma solução para a ocupação do Sahara Ocidental.

A Frente Polisario nega os rumores lançados pela imprensa marroquina e alguns meios de comunicação espanhóis, que atribuiu ao enviado pessoal do Secretário Geral da ONU, Horst Köhler, “um suposto roteiro consistindo de uma confederação com Marrocos como uma solução para a ocupação. do Sahara Ocidental “.

O Diario La Realidad, na quinta-feira, em conversações com o chefe da Comissão de Relações Exteriores da Frente Polisário e coordenador da Missão para o Referendo no Sahara Ocidental, Mhamed Khadad, esclareceu que o Enviado Pessoal da ONU enviou um apelo oficial para as partes do conflito, a Frente Polisario e o Reino de Marrocos, bem como as partes observadoras no conflito Argélia e Mauritânia para participar numa ronda de negociações que começará em outubro próximo.

Khadad disse que a parte saharaui respondeu favoravelmente ao convite de Köhler, enquanto o representante do Marrocos na ONU não deu qualquer resposta, porque “Marrocos rejeita qualquer negociação com a Polisario, na sua tentativa de boicotar os esforços das Nações Unidas e dificultar encontrar uma solução para o conflito saharaui. ” disse Khadad.

O diplomata saharaui explicou: “É verdade que há uma nova dinâmica no dossier, um interesse crescente desde Abril passado com a linha seguida pelo Conselho de Segurança, que reduziu o tempo de extensão da MINURSO de um ano para seis meses, e em menos de dois meses, o enviado pessoal da ONU voltou ao Conselho de Segurança e fez outra apresentação. ” segundo Mhamed Khadad ” esta dinâmica realmente não agradou a Marrocos, que que teme pela a sua aposta em manter o status quo no Conselho de Segurança, apoiado pela França, que não deixou nada mover “.

Khadad sobre a dinâmica que está tomando o processo internacionalmente disse que “Sim, há interesse e muitas opções são consideradas e isso é evidente, mas até agora não recebemos nada sobre isso. Marrocos tem sérios problemas, é encostado à patede e tem muitas frentes abertas, não está a encontrar coisas boas nas Nações Unidas como o status quo que a França queria. “Em relação ao apoio de outros países membros permanentes no Conselho de Segurança, Khadad assinalou que ” a Rússia fez ontem uma boa declaração que apóia as negociações; O compromisso de Marrocos com a União Africana após a sua reentrada, com o qual pretendia dominar a situação e nos expulsar, também foi um fracasso, e ao nível do Tribunal Europeu, já é evidente apesar do impulso que alguns políticos tentaram impor sobre a justiça, mas mais cedo ou mais tarde eles não terão escolha senão aceitar a decisão do Tribunal “.

Ayúdanos a difundir >>>