Carta ao SG NNUU de jovens saharauis entregues pela MINURSO às autoridades marroquinas

PUSL.- Abaixo a carta enviada esta manhã por dois jovens estudantes saharauis que conseguiram entrar na sede da MINURSO em Smara, Territórios ocupados do Sahara Ocidental, apesar dos múltiplos checo-points.

Os dois jovens Said Abba Sheikh e Mohammed Ahmed Taleb Ahmad estavam cientes que o mais provável seria a MINURSO entregar os manifestantes às autoridades de ocupação, como têm feito ao longo dos anos com vários saharauis que procuraram e pediram segurança para a sua integridade física a esta missão da MINURSO.

De facto pouco tempo depois de entrarem na área da MINURSO os funcionários da missão de “paz” entregaram os dois jovens ao exercito marroquino que os transportou para o quartel da Gendarmarie Royal.

Na carta que tinham enviado antes desta acção de protesto ao SG, António Gueterres foram muito claros, as revindicações apresentadas são as do povo saharaui- o direito à autodeterminação o fim da violência exercida contra a população e o respeito pelos direitos humanos mais básicos.

Os dois jovens estão dispostos a arriscar as suas vidas para enviar esta simples mensagem ao Secretário Geral, será que alguém os vai ouvir? Read more

Ayúdanos a difundir >>>

ACTUALIZAÇÃO DA INFORMAÇÃO: jovens saharauis que entraram no quartel-general do Minurso a salto detido pelas autoridades marroquinas

PUSL.- Jovens Saharauis que entraram na MiNURSO em Smara detidos pelas autoridades Marroquinas

Segundo fontes no terreno os dois jovens que entraram esta manhã na sede da MINURSO em Smara foram detidos pelo exercito marroquino e transferidos para o quartel da Gendarmerie Royal. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Dois jovens saharauis entram na sede de Minurso à salto

PUL.- Dois jovens saharauis conseguiram esta manhã fintar a segurança passando por vários check points e entrar na sede da MINURSO na cidade ocupada de Smara, Sahara Ocidental.

Os dois estudantes universitários Said Abakhaikh e Mohamed Ahmed Taleb tinham enviado uma carta ao Secretário Geral das Nações Unidas sobre a grave situação no Sahara Ocidental sob ocupação illegal por parte de Marrocos.

Os jovens pretendem realizar um protesto pacifico dentro da MINURSO, missão de paz da ONU para o território, que não cumpre o seu mandato nem protege a população saharaui.

Vários activistas estão preocupados que a MINURSO entregue os dois jovens às autoridades marroquinos como foi o caso de um grupo de jovens em El Aaiun há alguns anos atrás que foram torturados pelas autoridades marroquinas em frente à sede desta missão. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

El Bashir Khadda, preso político saharaui do grupo de Gdeim Izik, inicia greve de fome

El Aaiun, 18 de setembro de 2018 – A família de El Bachir Khadda

Nós, família de El Bachir Khadda, preso político saharaui do grupo de Gdeim Izik, actualmente detido na prisão Tilftet2 em Marrocos, a mais de 1200 quilómetros da sua cidade natal, El Aaiun, no Sahara Ocidental, informamos que iniciou hoje, terça-feira, 18 de setembro de 2018, uma greve de fome ilimitada.

El Bachir Khadda foi preso em 2010 após o desmantelamento do campo de Gdeim Izik, e apesar da falta de provas, ele foi condenado a 20 anos de prisão pelo Tribunal de Recurso de Rabat em 2017 num processo marcado por múltiplas e graves violações do direito a um julgamento justo.

Devido às condições desumanas e degradantes de detenção que enfrenta, bem como à deterioração da sua saúde, e depois de que as muitas queixas às autoridades marroquinas e ao CNDH (Conselho Nacional de Direitos Humanos de Marrocos) por ele mesmo, sua família e sua advogada, permaneceram sem resposta El Bachir decidiu entrar em greve de fome para:

1 – Exigir acesso imediato a um médico;

2. – Exigir sua transferência para o Sahara Ocidental, a fim de se aproximar da sua família.

3. – Que o Tribunal Supremo dê a sua resposta num prazo razoável, uma vez que o grupo Gdeim Izik está preso desde 2010 Read more

Ayúdanos a difundir >>>