Transferência iminente de prisioneiro político saharaui do grupo de Gdeim Izik para a prisão da morte

PUSL.- De acordo com as últimas informações dadas à PUSL, Mohamed Bourial, que está a cumprir uma sentença de 30 anos, será transferido da prisão de Bouzakarn para Tiflet1.

Tiflet1 é conhecido como uma das piores prisões do Marrocos, onde muitos presos só saem de lá num caixão, muitas vezes referida como o Guantánamo de Marrocos.

Em 7 de maio, Bourial foi transferido da prisão de Kenitra para Tiflet2, onde estava em confinamento prolongado num bloco com criminosos entre eles prisioneiros com problemas psiquiátricos e foi atacado por um desses prisioneiros com uma faca.

No dia 11 de julho, ele foi transferido da prisão de Tiflet2, a quase 1300 quilômetros de El Aaiún para Bouzakarn por um período de 60 dias, mas permaneceu lá por 93 dias. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Acordo de pesca de Marrocos vacila no Parlamento Europeu

Voz de Galicia.- 91,2% das capturas realizadas pela frota comunitária no âmbito do acordo de pesca com Marrocos provêm das águas do Sahara Ocidental. O mesmo que o Tribunal de Justiça da UE foi contratado para proteger em 27 de fevereiro depois de considerar que o reino Alauita não tem jurisdição sobre o território ocupado.

A decisão forçou Bruxelas a buscar um atalho legal para permitir que 49 navios espanhóis, 4 galegos, voltassem às suas águas. A estratégia que a Comissão seguiu para obter a aprovação do Parlamento Europeu para o novo texto foi apelar para uma alegada consulta com os saharauís, da qual nunca foram além dos pormenores. Falta de transparência e dúvidas sobre o processo fazem com que o acordo vacile. O porta-voz da Frente Polisário, Mohamed Sidati, acusou a equipe de negociação de mentir e tet desenvolvido no Sahara “uma estrutura de saques.” “Eles disseram que iriam consultar a Frente Polisário, mas nunca o fizeram” denunciou antes de pedir referendo da UE: “Somos um povo generoso, não haverá problema para fechar um negócio”, insistiu Sidati. Longe de responder às acusações, os chefesda Comissão permaneceram em silêncio. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Relatório do SG ao Conselho de Segurança sobre o Sahara Ocidental suscita comentarios

PUSL.- A Frente Polisário enviou uma carta ao presidente do Conselho de Segurança das Nações Unidas (CS) com os seus comentários sobre o relatório de António Guterres, secretário geral da ONU (ver aqui) apresentado no passado dia 3 de Outubro aos membros do CS.

O relatório enviado ao CS pelo Secretario Geral (SG) destina-se à discussão anterior à reunião no final do mês onde será decidida a extensão do mandato da MINURSO (MIssão das Nações Unidas para o Referendo no Sahara Ocidental). Na carta a Frente Polisário reafirma a sua disponbilidade em retomar as negociações de acordo com as resoluções das Nações Unidas, mas apontam algumas preocupações relativamente aos pontos do relatório do Secretário Geral referentes à credibilidade imparcialidade e independência da MINURSO e da própria ONU.

A Frente Polisário explica na carta que é necessário analisar as causas subjacentes à crise de Guergarat (ver aqui links) que tÇem implicações para os acordos militares existentes e o porcesso politico.

Também realçam a preocupação com as tentativas ilegais de “normalização da situação” da ocupação militar de marrocos nos territórios ocupados do Sahara Ocidental. E aboradam ainda a questão das reuniões com o Chefe da MINURSO poderem ser em qualquer local dentro da area de acção defnida desta Missão. Read more

Ayúdanos a difundir >>>