EQUO denuncia à UE conflito de interesses de Hill + Knowlton e tentavia de manipulação de decisões sobre Sahara Ocidental

PUSL.- O Eurodeputado Florent Marcellesi, do partido espanhol EQUO do grupo Greens / EFA, denunciou às autoridades da UE um possível conflito de interesse da empresa de consultoria Hill + Knowlton International Belgium. (ver carta em anexo).

Segundo noticia publicadas nos últimos dias o governo marroquino é um dos principais clientes da Hill + Knowlton International Belgium (H+K) cujo director-geral, Alain Berger é também o fundador da ONG EuroMedA, que realiza atividades diretamente relacionadas com Marrocos no Parlamento Europeu. Se confirmado, seria violar o Código de Conduta portal transparência da UE, uma vez que H + K obteria informações relativas a Marrocos e Sahara Ocidental desonestamente.

Na carta Florent Marcellesi define esta actividade da H+K particularmente perturbadora, devido ao facto “do governo de Marrocos ter sido e possivelmente continuar a ser um cliente líder da H + K e que a ONG EuroMedA exerça as suas actividades directamente em relação a Marrocos no Parlamento Europeu, incluindo eventos públicos. A EuroMedA Foundation não consta do registo do lobby da UE. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

GUE/NGL: Parlamento deve examinar os conflitos de interesses de eurodeputados sobre o dossier comercial UE-Marrocos

O grupo GUE/NGL manifesta a sua preocupação quanto a uma possível violação do código de conduta do Parlamento por parte de vários eurodeputados envolvidos nas discussões sobre os dossiers relativos às relações entre a UE, Marrocos e o Sahara Ocidental.

Os deputados em questão não divulgaram a sua participação no conselho de administração da EuroMedA, uma fundação com ligações ao governo marroquino. O caso parece apresentar um claro conflito de interesses.

Por este motivo, apoiamos o pedido feito ao Presidente Tajani pelo grupo Verts/ALE para remeter a questão para investigação.

O Grupo GUE/NGL pediu também ao presidente e aos coordenadores políticos da Comissão do Comércio Internacional do Parlamento que reconsiderem se a deputada do Parlamento Europeu, Patricia Lalonde, deveria continuar a ser a relatora do Parlamento sobre um importante acordo UE-Marrocos *. A deputada Lalonde nunca divulgou “qualquer conflito de interesses real ou potencial em relação ao assunto em consideração”, conforme exigido pelo Código de Conduta do Parlamento. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Deputados Europeus denunciados por violação de código de conduta favorecendo interesses marroquinos e ocupação do Sahara Ocidental

PUSl.- Philippe Lamberts, Co-Presidente do Grupo dos Verdes / ALE no Parlamento Europeu, escreveu em 27 de Novembro uma carta a Antonio Tajani, presidente do Parlamento Europeu denunciando três Eurodeputadas e um Eurodeputado que têm estado activos na defesa dos interesses marroquinos, sem terem informado o parlamento sobre os seus conflictos de interesses e pede para que o assunto seja remetido ao Comité Consultivo sobre o Código de Conduta.

Lamberts alerta na carta “até à data, nenhum dos eurodeputados supracitados parece ter revelado o seu envolvimento nesta Fundação no âmbito da sua declaração de interesses financeiros, apesar da obrigação de o fazer nos termos do artigo 4.2. d) do Código de Conduta. (1)

Isto é particularmente preocupante, dado que todos estes deputados do Parlamento Europeu estiveram directamente envolvidos no processo de aprovação parlamentar em curso do Acordo de Liberalização do Comércio UE-Marrocos relativamente ao Sahara Ocidental e ao Acordo de Parceria UE-Marrocos.” Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Falece o ex preso político saharaui El Bakay Farasa

PUSL.- Esta manhã, o ex preso político saharaui El Bakay Farasa morreu num acidente de viação. O trágico acidente ocorreu na estrada entre as cidades saharauis de Bojador e El Aaiun.

Bakay Farasa foi preso após o desmantelamento do acampamento Gdeim Izik, permanecendo na Prisão Negra por quatro meses entre 2010 e 2011, sendo vítima de tortura pelas autoridades de ocupação marroquinas.

Com a morte de El Bakay Farasa, o povo saharaui perdeu um dos seus maiores activistas. Fervoroso lutador contra a ocupação marroquina e defensor dos direitos humanos que deu toda a sua vida pela liberdade do seu povo.

De acordo com informações recebidas pelo PUSL, o enterro de El Bakay Farasa será o hoje à tarde.

O PUSL envia as nossas mais profundas condolências à família e amigos de Farasa. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Ana Miranda (BNG MPE) critica o cinismo da CE na negociação do acordo de pescas com Marrocos sem ter em conta o povo saharaui

bng.gal.- A eurodeputada do BNG (Bloco Nacionalista Galego) informa que o grupo Green-ALE não apoiará um acordo que seja ilegal.

A eurodeputada do BNG, Ana Miranda, denunciou o “show de cinismo da Comissão Europeia” para à sua maneira negociar o acordo de pesca com Marrocos que não tem em conta o povo saharaui representado pela Frente Polisário, e focar os benefícios econômicos de Marrocos. “Parece que esses benefícios são a única coisa que importa para a Comissão, mas qual o benefício que tem o povo saharauí?”, Disse Miranda no seu discurso na Comissão das Pescas, enquanto disse que o grupo el-ALE Verdes no qual o BNG está integrado, não apoiará o acordo “se for ilegal”.

“Queremos acordos legais e os próprios pescadores não têm que sofrer uma reversão do acordo pelo próprio Tribunal”, disse Ana Miranda, referindo-se a uma decisão do Tribunal de Justiça da União Europeia em fevereiro passado em que excluiu as águas Saharauis do acordo de pesca com Marrocos e reconheceu que o único e legítimo proprietário destes recursos é o povo saharaui. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Abdallah Abbahah suspende greve de fome após 44 dias

PUSL.- Segundo informação da familia o preso politico Abdallah Abbahah suspendeu hoje a sua greve de fome que iniciou a 1 de Outubro passado.

Abbahah que tinha perdido a consciencência e a quem foi administrado soro, suspendeu a sua greve de fome após o director da prisão lhe ter dito que podia parar que tudo ia ser resolvido.

Os 44 dias de greve de fome tiveram um impacto enorme na saúde de Abbahah que se encontra em confinamento prolongado há mais de 8 meses. O estado de saúde de Abbahah é alarmante, fruto não são das torturas sofridas e continuos maus tratos, assim como negligencia médica desde a sua detenção em 2010.

El Bachir Khadda em situação idêntica encontra-se também em situação de saúde alarmante após ter efectuado uma greve de fome de 43 dias. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Forças da ocupação marroquina contra estudantes em El Aaiun

PUSL.- El Aaiun foi hoje palco da maior manifestação à decadas de alunos das escolas secundárias contra a alteração dos horários das escolas.

Centenas de membros das forças da ocupação marroquina cercaram escolas e perseguiram alunos tentando reprimir este protesto que teve lugar em todas as escolas públicas da cidade.

“Manifestamos contra a alteração dos horários, mas também nos manifestamos contra a ocupação” diz Mohamed, 15 anos jovem saharaui e aluno do ensino secundário.

“Somos descriminados, sofremos violência todos os dias desde que nascemos estamos fartos. Chega de ocupação” diz Suelma, 14 anos. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Abbahah preso político saharaui em perigo de vida – Marrocos rejeita medidas provisórias do CAT

PUSL.- Abdallah Abbahah, preso político saharaui do Grupo Gdeim Izik, que está em greve de fome desde 1 de outubro, foi transportado hoje da prisão de Tiflet2 para o hospital depois de ter perdido a consciência durante várias horas.

No hospital, foram-lhe dados 2 litros de soro e em seguida foi transportado de volta para a cela da prisão, onde permanece em confinamento prolongado desde 7 de maio de 2018.

Devido à greve de fome, Abbahah tem sérios problemas cardíacos, vômitos, dor intensa em todos os seus órgãos, não consegue ficar de pé ou andar.

No início desta semana, uma médica visitou-o na prisão e disse-lhe para parar a greve de fome e parar de lhes dar “problemas” para que pudessem descansar.

O director da prisão disse-lhe repetidamente para parar a greve da fome e que as autoridades marroquinas não têm responsabilidade sobre a sua saúde. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

8 anos após o desmantelamento de Gdeim Izik : tortura e empobrecimento forçado

PUSL.- 8 anos após o desmantelamento do acampamento de Gdeim Izik, um protesto não violento que reuniu dezenas de milhares de saharauís durante um mês nos arredores de El Aaiún, territórios ocupadod do Sahara Ocidental, Marruecos continua a torturar os presos politicos e a explorar e roubar os recursos com a cumplicidade da comunidade internacional.

As Nações Unidas que assistiram silenciosamente ao desmantelamento, sequestro e tortura da populaçāo saharaui em 8 de Novembro de 2010, continuam a não agir para proteger a população.

Nas prisões marroquinas mais de 50 presos politicos apoderecem, são vitimas de tortura, maus tratos e isolamento.

O grupo de Gdeim Izik, agora composto por 19 presos politicos dispersos por 5 prisões marroquinas, sofre represalias diárias apesar dos apelos repetidos da Amnestia Internacional, Human Rights Watch e outras ONG’s e da própria ONU para que se respeitemos direitos mais elementares destes presos. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Comunicado dos artistas e participantes internacionais saharauís na XII edição de ARTifariti

COMUNICADO DE ARTIFARITI 2018

Neste dia, 1 de novembro de 2018, artistas participantes internacionais e saharauís na XII edição dos Encontros Internacionais de Arte e direitos humanos no Sahara Ocidental (ARTifariti) chegaram à cidade de Tifariti, nos territórios libertados onde o evento terá lugar nos próximos dez dias, sob o lema “uma poesia feita por todos” e, a fim de dar visibilidade à pilhagem que as autoridades marroquinas realizam sobre a cultura saharaui nos territórios ocupados.

O Festival foi inaugurado em 31 de outubro, no 43 aniversário da invasão do território saharaui pela Marcha Verde, quando 300.000 marroquinos foram enviados por Hassan II para ocupar o Sahara.

Além disso, em 31 de outubro de 2018, o Conselho de Segurança das Nações Unidas emitiu uma resolução em apoio às negociações de paz que serão realizadas em Genebra nos dias 5 e 6 de dezembro, e em que uma serão debatidos uma série de considerações sobre os territórios libertados do Sahara Ocidental. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Marrocos: lento asassinato de presos politicos saharauis

PUSL.- Marrocos além de ignorar as decisões e recomendações da ONU e dos seus mecanismos na area dos direitos humanos agrava a situação dos presos politicos saharauís que estão sujeitos a represalias constantes.

El Bachir Khadda do grupo de Gdeim Izik terminou uma greve de fome que durou 43 dias e encontra-se num estado de debilitação fisica extrema. A direcção da prisão Tiflet2 onde está detido não enviou até ao momento nenhum médico ou enfermeiro para avaliar a situação de Khadda.

Este Jornalista e activista de Direitos Humanos esta incapacitado de se manter em pé, está numa cadeira de rodas sem que os guardas lhe ajudem a movimentar-se. Em confinement prolongado numa cela sem o minimo de condições e sem acesso a comida adequada.

Abdallah Abbahah outro preso politico do grupo de Gdeim Izik, detido na mesma Prisão está em greve de fome há 33 dias, num cela fria, sem qualquer tipo de mobiliário, apenas com tres cobertores finos e agua para beber. Read more

Ayúdanos a difundir >>>
1 2