Inicia-se a 5 de Dezembro Mesa-redonda tentará destravar negociações sobre futuro do Sahara Ocidental

PUSL.- O enviado da ONU, Horst Köhler, convocou Marrocos, a Frente Polisário, Argélia e Mauritânia para uma “mesa-redonda inicial” nesta quarta e quinta-feiras (5 e 6), em Genebra, com o objectivo de retomar as negociações sobre o território do Sahara Ocidental. Esta será a primeira reunião desde 2012.

Na carta convite de Horst Köhler, pode-se ler que “Chegou o momento de iniciar um novo capítulo no processo político”. O actual enviado pessoal do Secretário Geral da ONU, António Guterres, diz querer encontrar uma saída para o último território do continente africano que carece de status pós-colonial e. está por isso na lista de territórios não autónomos da ONU.

A Frente Polisário, que em 1976 proclamou uma República Árabe Saarauí Democrática (RASD) sobre os 266.000 km2 desse território desértico, reivindica o respeito pelo acordo de cessar-fogo assinado em 1991 que prevê a organização de um referendo de autodeterminação. Este referendo estava previsto pelas Nações Unidas no âmbito da solução do conflito, que surgiu após a saída dos colonos espanhóis em 1975 quando Marrocos invadiu e anexou e ocupou o Sahara Ocidental e iniciou o genocídio da população civil que incluiu o bombardeamento dos civis com fósforo branco e Napalm. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Sahara Ocidental: o GRIP pede aos países europeus que recusem quaisquer exportações de armas para Marrocos

Dk News.- O Grupo de Pesquisa e Informação sobre Paz e Segurança (GRIP) pediu aos países europeus que recusem qualquer exportação de equipamento militar para Marrocos, levantando a questão de que estas armas são usadas para cometer numerosas violações dos direitos humanos no Sahara Ocidental ocupado.

GRIP advertiu, num relatório recente, os países europeus sobre suas exportações de armas para Marrocos, insistindo no não cumprimento da transferência desses equipamentos militares com os critérios de avaliação pré-exportação estabelecidos pela União Europeia na “Posição Comum”.

” Marrocos continua a ocupar a maior parte do Sahara Ocidental”, lê-se no relatório do GRIP, referindo-se a “práticas repressivas violentas e desproporcionais às normas internacionais relativas à liberdade de movimento, liberdade de expressão e associação, direito a um julgamento justo ou à salvaguarda dos direitos humanos”. os direitos económicos, sociais e culturais do povo saharaui. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Presidente da República saharaui inicia visita oficial a Cuba

Havana, 3 de Dezembro de 2018 (SPS) – O Presidente da República saharaui e Secretário Geral da Frente Polisario, Brahim Ghali, chega domingo à noite à República de Cuba para uma visita oficial de três dias, durante a qual se encontrará. com altas autoridades do Estado cubano.

O Presidente foi recebido por vários funcionários do governo cubano, chefiados pelo Sr. Rogelio Sierra Díaz, Vice-Ministro das Relações Exteriores de Cuba, na presença do Sr. Clara Bolido, Embaixador de Cuba acreditado na República saharaui.

O programa de actividades do presidente saharaui, inclui, além das conversações oficiais com as autoridades cubanas, a homenagem a José Martí, o herói nacional cubano.

O presidente é acompanhado por uma delegação composta por Mansur Omar, Ministro Delegado do Ministério das Relações Exteriores para a América Latina, Malainin Tganam, Embaixador Saharaui em Cuba e Abdati Breika, Conselheiro da Presidência. Read more

Ayúdanos a difundir >>>