A África do Sul liderará a luta saharaui durante a sua participação no Conselho de Segurança da ONU

Pretória (África do Sul), 12 de dezembro de 2019 (SPS) – A Ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação da África do Sul, Lindiwe Sisulu, disse num comunicado que o seu país “usará os seus membros no Conselho de Segurança da ONU para defender o direito de o povo saharaui à autodeterminação “.

A chancelaria sul-africana manifestou a sua satisfação pela retomada das negociações entre a Frente Polisario e Marrocos, nos dias 5 e 6 de dezembro, em Genebra, sob os auspícios das Nações Unidas e em cumprimento da resolução 2440 do Conselho de Segurança.

Lindiwe Sisulu reafirmou o apoio de seu país às negociações, que ela descreveu como positivas, e declarou que “a África do Sul está satisfeita com a reunião entre a Frente Polisário e Marrocos, para encontrar uma solução política”.

“A África do Sul espera que este processo de negociações, liderado pelo enviado pessoal do Secretário-Geral das Nações Unidas, o ex-presidente da Alemanha Horst Köhler, leve a uma solução justa, duradoura e mutuamente aceitável que garanta a autodeterminação do povo Saharaui “acrescenta a declaração do Ministério dos Negócios Estrangeiros.

A África do Sul, que mantém relações ao mais alto nível com a República Árabe Saharaui Democrática, prepara-se para ocupar, pela terceira vez em 2019, uma posição não permanente no Conselho de Segurança das Nações Unidas.

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies