O Congresso dos EUA exclui o Sahara Ocidental de Marrocos

Jornal digital saharaui La Realidad, DLR. 06/01/2019.- Num projeto de lei, o Congresso dos Estados Unidos exclui o Sahara Ocidental do orçamento de gastos públicos para Marrocos até 2019.

WASHINGTON (Reuters) – A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou um projeto de lei que exclui o Sahara Ocidental da ajuda financeira para o ano de 2019 destinada a Marrocos no orçamento de gastos públicos, ao contrário dos últimos anos, particularmente em 2018, uma posição americana que confirma que o Marrocos não tem soberania sobre o Sahara Ocidental.

A Reuters disse que “O projeto de lei declara que a ajuda ao Sahara Ocidental é completamente separada da de Marrocos, e claramente se refere ao Sahara Ocidental como uma entidade política distinta da de Marrocos”.

A Reuters afirma que o presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, deverá assinar o projeto de lei para estabelecer um precedente e um passo que reafirma que Marrocos não tem soberania sobre o Sahara Ocidental e enviou uma mensagem clara à Comissão da UE, que está a proceder à aprovação do acordo de pesca em flagrante violação dos acórdãos do Tribunal de Justiça Europeu, que determinou que “o Sahara Ocidental é um território separado e distinto de Marrocos” e que deve ser excluído de qualquer tipo de acordos com Marrocos.

A imprensa marroquina recebeu e espalhou a notícia com alguma amargura e questionando a posição clara da administração republicana em relação ao seu apoio ao Sahara Ocidental e à Frente Polisário. World News Marrocos, indica ontem sábado, na sua edição de 5 de janeiro que “A Câmara dos Representantes da EE. UU Aprovou na quinta-feira o projeto de lei de despesas para 2019, que exclui o Sahara Ocidental dos fundos de ajuda para o Marrocos. ” E também ressalta parte do texto aprovado pelo Congresso que esclarece que “Os recursos alocados nos termos do artigo 21 / III desta Lei serão disponibilizados para ajudar o Sahara Ocidental”. Esta parte do projeto de lei de gastos que aprovou a decisão da Câmara dos Deputados refere-se ao Sahara Ocidental como uma entidade política separada do Marrocos “.

O jornal argelino Algerie Patriotique disse que esta decisão do governo republicano é uma carta dirigida aos líderes europeus que tentam ignorar a decisão do Tribunal de Justiça Europeu sobre o território do Sahara Ocidental, definido pelo TJUE como “distinto e separado de Marrocos “.