Redução de rações alimentares para refugiados saharauís

Diario16.com – O Programa Mundial de Alimentos da ONU é forçado a reduzir as rações de comida para os refugiados saharauis que vivem na Argélia

A falta de fundos disponíveis do Programa Alimentar Mundial (PAM) das Nações Unidas tem como consequência que os refugiados saharauís que vivem nos campos da Argélia recebem rações reduzidas de alimentos que não satisfazem as necessidades diárias mínimas.

O PAM teve que distribuir menos alimentos como último recurso para estender a assistência alimentar aos refugiados ao longo do tempo. O problema é que centenas de milhares de saharauís que vivem nos campos de refugiados na Argelia já recebem rações limitadas por décadas e que os cortes no orçamento do PAM os fizeram reduzir ainda mais a ponto de aumentar perigosamente o risco de desnutrição e anemia.

No início de 2018, o PAM modificou a sua tipologia alimentar, fornecendo cereais menos caros e outras soluções mais baratas. Apesar dessas medidas para tornar o financiamento disponível mais alargado, o PAM não conseguiu evitar a redução das rações alimentares depois de agosto. Desde então, as rações não cobrem mais os mínimos nutricionais diários recomendados. A cesta de alimentos é revista a cada mês, tendo em vista as previsões de recursos e os estoques disponíveis.

O PAM continua a defender o financiamento. No entanto, o déficit atual até o final de 2019 é de 2 milhões de dólares.

A situação será ainda mais crítica no próximo ano, com um déficit estimado de 9,2 milhões, mais de 20 milhões de dólares por ano.

O Programa Alimentar Mundial tem apoiado os refugiados do Sahara Ocidental na Argélia desde 1986. Nos acampamentos saharauis, as distribuições de alimentos são combinadas com actividades de prevenção e tratamento da malnutrição através de um programa de alimentação escolar, com o objectivo de manter o registo e assistência das crianças refugiadas nas escolas. Toda a assistência do PAM na Argélia é realizada e monitorizada em colaboração com organizações internacionais e nacionais.

1 comentário em “Redução de rações alimentares para refugiados saharauís”

Comentários fechados.

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies