Condé é substituído por Ramaphosa na troika presidencial da UA no Sahara Ocidental

Cyril Ramaphosa

PUSL.- Cyril Ramaphosa, da África do Sul, integrou a troika presidencial da União Africana para o Sahara e substituiu o chefe de Estado guineense, Alpha Conde, um grande amigo do reino marroquino.

A troika presidencial da União Africana está encarregada de monitorar a questão do Sahara Ocidental. Ramaphosa assumirá em 2020 a presidência rotativa da organização continental.

Essa mudança deixa Marrocos sem qualquer aliado tradicional, já que o reino alauita não confia no egípcio Abdelfattah Al-Sissi neste assunto, segundo os jornais marroquinos.

Moussa Faki do Chade, Presidente da Comissão da União Africana anunciou na sua conta no Twitter que “o novo Mecanismo” trabalhará em direção a “um percurso (…) para permitir que a UA faça uma contribuição significativa aos esforços das Nações Unidas e desempenhar plenamente o seu papel nesta matéria “.

De acordo com o jornal on-line marroquino Yabiladi, esta passagem “pode ​​causar ranger de dentes nas fileiras de funcionários marroquinos, que repetidamente insistiram na liderança exclusiva das Nações Unidas na questão do Sahara e ignoram qualquer contribuição da UA na resolução da questão regional. Moussa Faki apresentará a proposta de trabalho na próxima cimeira regular da UA prevista para o início de 2020, de acordo com a mesma fonte.

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies