Gdeim Izik – Abbahah, preso político saharaui recebeu ameaças de vida

Sidi Abdallahi AbahahPUSL.- De acordo com a informação da família de Sidi Abdallah Abbahah, o preso político saharaui do Grupo Gdeim Izik, foi objecto de assédio, de maus tratos, racismo e de ameaças de vida dos guardas da prisão de Tiflet2.

A advogada de Abbahah, Maître Ouled, apresentou em seu nome uma queixa ao Comitê das Nações Unidas contra a Tortura (CAT) no ano passado.

O CAT emitiu medidas provisórias urgentes em maio passado exigindo das autoridades marroquinas:

· Libertação do prisioneiro com vigilância;
· Acesso imediato a um médico de sua escolha;
· Fim imediato do isolamento.

Dez meses passaram e Marrocos não cumpriu as medidas provisórias até o momento.

As medidas provisórias são emitidas nos casos em que há uma ameaça imediata para o detido.

O próprio Abbahah, assim como a sua família, apresentaram numerosas reclamações a todas as autoridades marroquinas e exigiram cuidados médicos, sem receber qualquer resposta.

O prisioneiro político está em isolamento prolongado há um ano.

Abaixo o comunicado da mãe de Abdallah Abbahah.

Comunicado

Perante a grave situação do meu filho Sidi Abdallah Abbahah, preso político saharaui do Grupo Gdeim Izik, actualmente detido na prisão de Tiflet2 e injustamente condenado a prisão perpétua, informo, a quem possa dizer respeito, que ele é continuamente vítima de assédio, maus-tratos, isolamento, racismo e ameaças à vida.

Meu filho cujo único crime é ser um SAHARAUI, como seus companheiros, ainda está, após 8 anos de prisão, submetido à tortura diária.

Como punição por denunciar os seus torturadores na frente de todo o mundo durante o seu julgamento, o meu filho está em confinamento solitário desde sua transferência para a prisão de Tiflet2 em 7 de maio de 2018.

Depois da sua transferência, foram+lhe negado bens essenciais, como cobertores e uma caneta e não viu nenhum médico apesar de pedir todos os dias.

Como punição por ter pedido ao CAT (Comité das Nações Unidas Contra a Tortura) para proteger a sua vida, na semana passada esta situação escalou e Abdallah recebeu ameaças de vida.

Como represália, após o pedido da ONU para libertá-lo, ele está sendo pressionado a interromper qualquer processo que confirme que ele foi torturado como denunciou desde a sua prisão em 2010.

Como mãe, eu estou a gritar ao mundo inteiro que não suporto ver o meu filho sofrendo nas mãos dos seus carrascos todos os dias e que nossa família lutará até ao nosso último sopro para lhe dar a liberdade de volta.

1 comentário em “Gdeim Izik – Abbahah, preso político saharaui recebeu ameaças de vida”

Comentários fechados.

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies