Frente Polisario: Somente com a aprovação do povo saharaui, uma solução pode ser duradoura e promover uma paz genuína

Comunicado da Frente POLISARIO:

[GENEBRA, 22 DE MARÇO DE 2019] Hoje, a Frente POLISARIO concluiu a segunda mesa redonda liderada pela ONU sobre o SaHara Ocidental. Participamos de forma construtiva e sem pré-condições com o objetivo de cumprir o direito inalienável do nosso povo à autodeterminação e à independência.

É evidente que a única solução viável, realista e duradoura é aquela que concede ao nosso povo o direito de decidir livre e democraticamente o seu próprio destino, sem precondições. Só com a aprovação do povo saharauí é que uma solução pode ser duradoura e fomentar uma paz genuína que abre caminho a um Sahara Ocidental livre, próspero e democrático, que contribuirá para a paz, estabilidade, segurança e integração regionais.

A Frente POLISARIO continua comprometida com uma solução pacífica e genuína, e congratulamo-nos com os esforços constantes do Enviado Pessoal do Secretário-Geral da ONU e exortamos a comunidade internacional a apoiá-lo plenamente. Mas não temos ilusões sobre os obstáculos à paz. O Sahara Ocidental permanece sob a ocupação repressiva e ilegal de Marrocos, que sistematicamente viola os direitos humanos do povo saharaui. Essa realidade básica não pode ser ignorada; a autodeterminação é incompatível com a ocupação.

A construção de confiança e confiança entre as duas partes continua sendo fundamental para um progresso genuíno. A este respeito, a Frente POLISARIO exige a libertação de todos os presos políticos saharauis detidos ilegalmente por Marrocos, a presença de monitores de direitos humanos da ONU nos territórios ocupados e o fim da pilhagem ilegal dos recursos naturais saharauis por parte de Marrocos.

O nosso objectivo para a próxima ronda de negociações é desenvolver os elementos necessários para uma solução justa e duradoura que respeite os direitos fundamentais do povo saharaui. À medida que olhamos para frente, a Frente POLISARIO está preparada para prosseguir sem condições prévias e de boa fé, mas com o firme objetivo de alcançar o direito inalienável do nosso povo à autodeterminação e à independência.

Ayúdanos a difundir >>>