Família de BOURIAL, prisioneiro do grupo GDEIM IZIK em protesto

PUSL.- Ontem 31 de Março ao final da tarde a Família de Mohamed Bourial, preso politico saharaui em greve de fome organizou um protesto não violento em El Aaiun.

A família quis assim expressar o seu apoio a Bourial e denunciar a situação em que se encontram os presos políticos do grupo de Gdeim Izik.

Na casa da Família os manifestantes começaram a organizar-se a meio da tarde, preparando os cartazes e bandeiras saharauis. A policia de ocupação marroquina de imediato cercou a casa impedindo a saída dos manifestantes como se pode ver no vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=43YMEdmehBg Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Negligência médica intencional – a arma do genocídio lento

Mohamed Ali Massik

PUSL – JORNAL TORNADO.- Mohamed Ali Massik, um saharaui de 37 anos, morreu em setembro de 2016 depois de um longo sofrimento e dois anos de negligência médica intencional por parte do Estado marroquino que não tratou a sua doença renal, relata o seu irmão Malainine Massik.

Mohamed era um jovem licenciado e como muitos dos seus companheiros protestava pacificamente pelo direito ao emprego nos territórios ocupados do Sahara Ocidental.

O movimento de jovens saharauis licenciados ganhou uma expressão crescente nos últimos seis anos, com manifestações pacíficas exigindo o direito ao emprego.

Marrocos ocupa ilegalmente a maior parte do território do Sahara Ocidental desde 1975, quando invadiu a colônia espanhola e transformou-a numa prisão a céu aberto e implementou um sistema de apartheid social, econômico e político.

Os jovens saharauis não encontram trabalho, enquanto os colonos marroquinos recebem incentivos para se estabelecerem no território com salários mais altos, oportunidades de trabalho e redução de impostos. Esta não é uma técnica nova e tem sido utilizada ao longo dos séculos para forçar a mudança demográfica, neste caso para erradicar e empobrecer a população saharaui. Read more

Ayúdanos a difundir >>>