III ANIVERSÁRIO DA MORTE DO PRESIDENTE MOHAMED ABDELAZIZ

Mohamed Abdelaziz deixou um legado de luta, honra, justiça, respeito e carinho. Um estadista, um bom homem e um exemplo que conseguiu unir todo um povo apesar da separação física e dispersão dos saharauis por vários territórios e continentes.

A sua jornada foi árdua, a sua abnegação conhecida, a sua ausência é dolorosa, mas o seu sonho não morreu, a luta continuará até a vitória final.

 

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Sahara Ocidental – e agora?

Por Isabel Lourenço, colaboradora de PUSL/Tornado

PUSL – Jornal Tornado .- Vários acontecimentos desde a eleição de António Guterres como Secretário Geral das Nações Unidas levaram alguns simpatizantes da causa saharaui a pensar que a resolução do conflito estaria bem encaminhada. Esta “tendência de reflexão” também foi apoiada nas redes sociais, blogues e meios de comunicação social.

Na verdade, sempre me surpreendeu todo o entusiasmo em torno do novo Secretário Geral que durante uma década foi o Alto-Comissário das Nações Unidas para os Refugiados e subscreveu corte, após corte na ajuda humanitária aos campos de refugiados saharauis.

As expectativas criadas em torno do ex-primeiro ministro de Portugal, deviam-se ao facto de ser simpático e educado, uma qualidade que felizmente quase todos os políticos em Portugal, da esquerda á direita, compartilham. Mas a educação e simpatia nada tem a ver com os posicionamentos políticos.

A falta de conhecimento e analise do percurso politico do novo secretário geral, das suas  “alianças” e ” simpatias” na arena internacional levaram a um entusiasmo pouco realista.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Diplomacia e relações internacionais mantêm os Saharauis em agonia há mais de quatro décadas

Atabongwoung Gallous – Presidente da África Solidária com o Sahara

PUSL.- No dia 23 de maio de 2019, antes da celebração do Dia da África. O Professor John Trimble organizou um Fórum do Dia da Libertação Africana na Igreja Elim Full Gospel em Pretória sobre o tema – o Pan-africanismo Revolucionário nos chama para unir e forjar uma luta definitiva contra o neocolonialismo: Encaminhar para uma África socialista unificada.

O tema é extremamente interessante, mas tive de me debruçar sobre o caso do Sahara Ocidental / República Democrática Árabe Saharaui – a última colônia da África como projeto de descolonização atrasado. Que até agora, entre outras coisas, está em não-conformidade com os sonhos e aspirações da Unidade Africana e do socialismo africano ou comunismo africano, como o professor Vusi Gumede argumentaria.

E enquanto houver uma celebração do dia da África a cada 25 de maio, é evidente que a comunidade Saharaui na Diáspora, nos campos de refugiados e no território ocupado têm um sentimento contrário contra a opinião populista dos africanos que transgrediram o estado de mercantilização da escravidão. o comércio de escravos e o colonialismo.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Saharaui de 14 anos preso, espancado e maltratado pela polícia marroquina

PUSL / Jornal Tornado .- M’barek Mohamed Bani, um aluno saharaui de 14 anos, foi vítima de detenção arbitrária no passado sábado, 25 de maio de 2019.

M’barek estava a participar numa manifestação pacífica na cidade de El Aaiun, no Sahara Ocidental ocupado, quando a polícia marroquina o prendeu sem motivo. Não lhe foi mostrado nenhum mandato de captura ou informado sobre as razões de sua prisão e levado para a esquadra de polícia na rua Boucraa.

Após chegar à esquadra, as forças de ocupação marroquinas pegaram no seu telefone e viram seu conteúdo. Quando viram que M’barek usava a bandeira da República Democrática Árabe Saharaui como imagem de perfil, começaram a cuspir na cara dele. Vendo que ele também tinha fotos da Frente POLISARIO, começaram a bater nele com os punhos. O jovem estudante tentou proteger a cabeça e o rosto o melhor que pôde, enquanto um dos policiais o segurava e outros o espancavam.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

PRESIDENTE DA REPÚBLICA SAHARAUI PRESENTE NA TOMADA DE POSSE DO PRESIDENTE DA ÁFRICA DO SUL CYRIL RAMAPHOSA

Joanesburgo, 26 de maio de 2019 (SPS) -. O Presidente da República e Secretário-Geral da Frente POLISARIO, Brahim Gali, participou sábado, na tomada de posse do presidente Sul Africano Cyril Ramaphosa, reeleito para mais um mandato.

O presidente saharaui foi calorosamente recebido pelo seu homólogo sul-Africano, Cyril Ramaphosa, numa cerimônia realizada sob o lema “Juntos para celebrar a renovação da democracia e crescimento para uma melhor África do Sul” no Loftus Versfeld em Pretória.

O presidente Cyril Ramaphosa foi empossado no sábado com a ampla participação de reprrsentantes africanos e de nivel internacional.

Durante a sua estada, o chefe de Estado reuniu-se com os presidentes da Tanzânia, Moçambique, Ruanda, Congo, Zimbabwe, Namíbia, Botswana, Uganda, Angola, Lesotho, primeiro-ministro da Maurícia, Presidente da Comissão e da União Africana e a Vice-Presidente de Cuba para abordar a situação atual e os desafios enfrentados pela União Africana e pela ONU para a implementação das resoluções do Conselho de Segurança e para completar o processo de descolonização no Sahara Ocidental.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

O ex-presidente alemão Horst Köhler deixa o seu cargo no Sahara Ocidental na ONU

Horst KoehlerPUSL / Jornal Tornado .- Horst Köhler, que foi presidente da Alemanha por seis anos, deixou o seu cargo como enviado da ONU para o território do Sahara Ocidental. A sua saída por motivos de saúde deixa o conflito para resolver, uma disputa de décadas no limbo.

O ex-presidente alemão anunciou que deixaria o cargo na quarta-feira, dois anos depois de assumir o papel de enviado pessoal do Secretário Geral da ONU para o Sahara Ocidental.

Koehler de 76 anos informou o secretário-geral da ONU, António Guterres, num telefonema, pode-se ler no comunicado da ONU.

O ex-presidente, Köhler encabeçou os esforços da ONU para acabar com o impasse de longa data entre Marrocos e a Frente Polisário. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Uma bandeira do Sahara Ocidental na CAN de futebol provoca protestos de Marrocos

Por  Jesús Cabaleiro Larrán – Periodistas En Español .-O aparecimento da bandeira da República Árabe Saharaui Democrática (RASD) e o território saharaui separado do marroquino na venda de bilhetes da Confederação Africana das Nações (CAN) de futebol que decorrerá de 21 de Junho a 19 de Julho no Egipto, motivou protestos de Marrocos.

Em particular, a Federação Real Marroquina de Futebol (FRMF) contactou a organização CAN para retirar a bandeira saharaui do portal de bilheteira Tazkarti.com, que se encontra em três línguas, árabe, francês e inglês. Uma carta de protesto foi enviada, mas Marrocos foi informado de que a plataforma que gestiona esta página está no exterior.

A empresa que gere a plataforma do Get Group, está sediada em Dubai, com subsidiárias no Egito, Canadá, América Latina e Arábia Saudita. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Manifestações em El Aaiun celebrando a primeira acção armada da POLISARIO

PUSL.- Homens, mulheres e crianças saharauis sairam à rua no dia 20 de Maio em El Aaiun, celebrando o aniversário da primeira acção armada da Frente Polisário.

Apesar do cerco policial e militar e de forças auxiliares marroquinas, para evitar as manifestações em todo o território do Sahara Ocidental ocupado, a população saharaui saiu à rua manifestando-se.

O 20 de Maio é celebrado anulamente apesar de toda a repressão e controle apertado das forças de ocupação que reprimem qualquer manifestação.

No bairro de El Arak em El Aaiun, um grupo de saharauis consegui escapar ao cerco policial e manifestou-se pelas 23h como se pode ver no video.

A realização de manifestações nos territórios ocupados é cada vez mais dificil. As autoridades marroquinas impedem a todo o custo o agrupamento de saharauis para que não se realizem manifestações.

Bairros inteiros estã sob cerco policial continuo e a policia secreta está presente em todas as cidades. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Julgamento contra Nazha Khatari El-Khalidi adiado para 24 de junho

PUSL, 20 de maio de 2019 .- De acordo com as informações da Equipe Media, o julgamento da activista saharaui e jornalista da Equipe Media, Nazha Khatari El-Khalidi, foi adiado para 24 de Junho.

O adiamento do processo contra El Khalidi foi justificado pelo tribunal com a necessidade de inspecionar mais pormenorizadamente o conteúdo do telemóvel de El Khalidi que foi confiscado pela polícia no início de dezembro do ano passado.

El Khalidi enfrenta graves acusações por filmar uma manifestação pacífica de cidadãos saharauis nas ruas de El-Aaiún, capital do Sahara Ocidental ocupado pelo Reino de Marrocos desde 1975.

No contexto do mesmo processo judicial, em 19 de maio, as forças de ocupação marroquinas expulsaram sete observadores internacionais que pretendiam comparecer ao julgamento. Os cinco advogados espanhóis e dois membros noruegueses da Fundação RAFTO que pretendiam observar os procedimentos do julgamento foram expulsos sem qualquer outra justificação “que é proibido entrar no Sahara Ocidental” no controlo fronteiriço no aeroporto de El Aaiun pelas autoridades marroquinas. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

20 de Maio de 1973 – primeira acção armada da Frente Polisário contra o colonialismo espanhol

PUSL.- A 20 de Maio de 1973, apenas dez dias após a sua fundação, a Frente Polisario realizou a sua primeira acção armada contra o colonialismo espanhol. O alvo foi o posto da policia de El Janga.

Esta acção foi a primeira que marcou o inicio da guerra de libertação e que rapidamente ultrapassou a capacidade de resposta de Espanha e o seu controle sobre o território saharaui.

As ações seguintes fortaleceram o prestigio da Frente Polisario não só perante a população saharaui como também entre os saharauis que serviam no exercito colonial espanhol.

A história é conhecida, Espanha vendeu o território e os seus habitantes como se tratassem de um rebanho de cabras a Marrocos e Mauritânia, cedendo este país riquíssimo nos acordos de Madrid, de forma ilegal e criminosa.

Seguiram-se os bombardeamentos de Napalm e Fósforo Branco, a Marcha Negra (chamada de verde pelos Marroquinos), milhares de mortos, torturados, desaparecidos e uma guerra de resistência e valentia dos Saharauis até 1991, quando foi assinado o cessar-fogo. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Marrocos não quer testemunhas e expulsa cinco advogados espanhóis e dois observadores noruegueses de El Aaiún

– O regime marroquino não quer presença internacional no julgamento contra a jornalista saharaui Nazha El Kalhidi
– Advogados espanhóis são credenciados pelo Conselho Geral de Direito Espanhol
– “É proibido entrar em El Aaiún”, explicação da polícia marroquina

Alfonso Lafarga (Contramutis).- Marrocos impediu cinco advogados espanhóis e dois observadores noruegueses a entrar em El Aaiun, capital do Sahara Ocidental, onde tinham viajado para assistir ao julgamento contra a jornalista saharaui Nazha O Kalhidi acusada ​​de excercer a profissão sem qualificações formais.

“É proibido entrar em El Aaiún”, foi a única explicação recebida pelos advogados Sidi Telebbuia, de Madrid; Ramon Campos Garcia e Maria Lourdes Baron Jaques de Zaragoza e Lala Travieso Darias e Ruth Sebastian, de Las Palmas, todos credenciados pelo Conselho Geral Espanhol de Advogados e Observadores noruegueses da Fundação Rafto para os Direitos humanos Vegard Fosso Smievoll e Kjersti Brevik Moeller. Read more

Ayúdanos a difundir >>>
1 2