I Jornada Saharaui “Paco Sánchez Falcón” enfocou a situação das crianças e estudantes do Sahara Ocidental

PUAL.- A Primeira Conferência Saharaui “Paco Sánchez Falcón”, um ativista pró-saharaui que morreu repentinamente em março passado, foi realizada em Lebrija.

Esta jornada foi dedicada às crianças saharauis e começou com a intervenção do Presidente da Câmara de Lebrija, Pepe Barroso, que acolheu as muitas pessoas que ali se reuniram, recordando a figura de Paco e a sua vida comprometida com a solidariedade. O presidente expressou o compromisso do Conselho da Cidade em apoiar a causa saharaui e o seu desejo de que eles pudessem regressar em breve ao seu país livre e independente.

Após a intervenção do presidente, Mohamed Zrug, delegado da Frente Polisário na Andaluzia, iniciou o Colóquio falando sobre a infância saharaui no exílio nos campos de refugiados em Tindouf, salientando a importância que tem para o governo da RASD (República Democrática Árabe Sarauí) cuidar da saúde e da educação, apesar dos meios limitados que têm. O trabalho e o esforço da RASD permitiram que, em três gerações,se passasse da maioria da população analfabeta para 30% dos jovens com ensino superior e 100% da alfabetização nos campos de refugiados. Agradeceu a colaboração de associações e instituições públicas, incluindo a Cidade de Lebrija, e sublinhou a importância que Paco Sánchez Falcón tinha no plano desportivo, mas sobretudo a sua dimensão humana e solidária com o povo saharaui. Zrug expressou o seu desejo de que, um dia, mais cedo ou mais tarde, as crianças saharauis possam viver no seu país, agora ilegalmente ocupado por Marrocos.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>