Marrocos/Sahara Ocidental: Investiguem repressão brutal contra manifestantes saharauis

amnesty.org.- As autoridades marroquinas devem investigar com imparcialidade e eficácia o uso de força excessiva por parte das forças de segurança contra os manifestantes saharauis em El Aaiun, que celebraram a vitória do futebol argelino na Taça das Nações Africanas em 19 de Julho, afirmou hoje a Amnistia Internacional.

A organização verificou filmagens de vídeo e reuniu depoimentos de testemunhas indicando que as forças de segurança, que estavam presentes nas ruas e nos cafés durante o jogo de futebol, usaram força excessiva, atirando pedras para dispersar a multidão de manifestantes e provocando confrontos. De acordo com duas testemunhas oculares, Sabah Njourni, uma mulher de 24 anos, foi morta após ter sido atropelada por dois carros das forças auxiliares marroquinas.

“Há evidências claras que sugerem que a resposta inicial das forças de segurança marroquinas aos protestos saharauis, que começaram pacificamente, foi excessiva e provocou violentos confrontos que poderiam e deveriam ter sido evitados. As autoridades devem investigar com imparcialidade e eficácia os ataques contra os manifestantes e levar à justiça qualquer suspeito de ser responsável em julgamentos justos ”, disse Magdalena Mughrabi, Diretora Adjunta do Oriente Médio e Norte da África na Amnistia Internacional.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>