Desobediência civil saharaui contraocupação marroquina. Quebra com o CC marroquino

Jornal Realidade Saharaui / DLRS. Bahia Mahmud Awah 08/11/2019

Opinião

Desobediência civil saharaui anti ocupação marroquina. Quebre com o CC marroquino

“Marrocos ocupou a nossa terra e assassinou o nosso povo em nome da religião. Como poderíamos compartilhar com ele um feriado religioso?”, Hmad Uld Ali Uld Bachir, também conhecido como Hmad Hammad.

Explorando esta nova questão da desobediência civil saharaui sob as leis do regime de ocupação marroquina, poderíamos lembrar Nelson Mandela e o seu livro “O longo caminho para a liberdade, um trabalho autobiográfico no qual Madiba retrata detalhes da sua luta pacífica contra o domínio do apartheid Como os militantes do ANC diversificaram os seus métodos de combate ao regime racista da África do Sul do apartheid. Um desses métodos era o que Mandela chamava de “DESOBEDIÊNCIA CIVIL”. Diversificação da luta que consistia em desafiar as leis civis do Apartheid, apoiada pela Igreja Anglicana que simpatizava com o regime contra os negros, uma aposta que Nelson Mandela descreveu no seu confronto com o apartheid: “A Igreja aprovou esta política e contribuiu com a base religiosa do apartheid, sugerindo que os africânderes eram o povo escolhido de Deus, enquanto os negros eram uma espécie subordinada a eles. Na visão do mundo que defendia o Afrikaner, o apartheid e a religião marcharam lado a lado. ” No mesmo sentido, essa expressão do militante saharaui Hmad Uld Hammad:”Marrocos ocupou nossa terra, sequestrou, assassinou e enterrou os nossos parentes e compatriotas vivos. Em nome da religião. Como vamos compartilhar com ele uma data religiosa de concordância que ele usa contra nós?

Read more

Ayúdanos a difundir >>>