Adiado julgamento de preso politico saharaui Lahoucine Amaadour (Husein Brahim)

PUSL.- O julgamento de Lahoucine Amaadour (nome saharaui Husein Bachir Brahim) foi adiado de novo no passado dia 17 de Setembro pelo Tribunal de primeira Instância de Marraquexe em Marrocos.

O julgamento foi agora adiado para próximo dia 22 de Outubro. O jovem preso politico saharaui encontra-se detido desde 17 de Janeiro de 2019 sem ter sido julgado. No próximo dia 22 de Outubro perfaz 9 meses e 6 dias (279) de detenção arbitrária sem julgamento o que é ultrapassa largamente o prazo estabelecido pela lei marroquina de 30 dias renováveis por 2 vezes.

Estiveram presentes três observadores internacionais e dois elementos da família na sala do tribunal. Os restantes elementos da família e activistas saharauis não foram admitidos na sala de tribunal apesar de se tratar de uma audiência aberta ao público.

O jovem activista apresentou-se em tribunal vestido com o traje masculino saharaui, a “Daraa” e entoando cânticos e palavras de ordem pela independência do Sahara Ocidental pondo em evidência o caracter político da sua detenção.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Presos politicos Saharauis do Grupo Gdeim Izik em protesto

PUSL.- Vários presos políticos do Grupo de Gdeim Izik nas prisões de Tiflet, Kenitra, El Arjat y Ait Melloul realizaram nos passados dias 16 17 de Setembro uma greve de fome de 48horas.

Os 4 presos detidos em Tiflet (Abdallah Abbahah, Mohamed Bourial, Mohamed Lamin Haddi e El Bachir Khaddda) assim como Abdel Jalil Laaroussi detido em El Arjat, encontram-se em isolamento prolongado há mais de um ano e alguns casos há mais de dois anos desde a sua transferência de prisão em 17 de Setembro de 2017.

A maioria dos presos padece de doenças crónicas ou resultantes das torturas extremas a que foram submetidos e não têm assistência médica.

O processo jurídico aguarda a decisão do Tribunal Supremo de Marrocos que tem que se pronunciar sobre o último julgamento deste grupo, uma vez que o segundo julgamento teve lugar em virtude da anulação do julgamento em tribunal militar que segundo o Tribunal Supremo não mostrou provas suficientes e se baseou simplesmente em documentos produzidos pelas autoridades marroquinas.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Comunicado da Família de Abdallah Abbahah preso político saharaui do grupo Gdeim Izik

Família de Abdallah Abbahah – PUSL .- Depois de visitar hoje Abdallah Abbahah, que está em isolamento solitário prolongado desde a sua transferência para a prisão Tiflet2 em 7 de maio de 2018 e de acordo com seus desejos, informamos que Abdallah Abbahah fez uma greve de fome de 48 horas em 16 e 17 de setembro pelos seguintes 5 motivos:

1. Nenhuma das reclamações que ele apresentou às autoridades marroquinas sobre as condições deploráveis ​​do seu encarceramento foi respondida. As suas condições também foram mencionadas pela relatora especial de represálias (Sra. Ana Racu) do Comitê das Nações Unidas contra a Tortura

2. Várias vezes foram realizadas análises ao sangue sem que ele fosse informado do motivo destas análises, nem nunca obtivesse nenhum resultado desses testes. O seu médico não pode visitá-lo, apesar das medidas provisórias emitidas pelo Comitê das Nações Unidas contra a Tortura exigirem o seu direito a um médico à sua escolha

3. Embora ele tenha um grave problema de saúde, nenhum médico o visitou, embora ele tenha pedido repetidamente assistência médica e o Comitê da ONU contra a Tortura tenha emitido Medidas Provisórias exigindo o seu direito a um médico de sua escolha. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Participação da comunidade saharaui em França na festa do L’humanité

Fonte Comunidade Saharaui na França

A comunidade saharaui da França participou nas comemorações da Festa L’Humanité, que é o maior evento político e cultural anual organizado pelo Partido Comunista Francês, no passado 13, 14 e 15 de setembro em Paris.

Nesse evento, organizações, sindicatos e ativistas organizam workshops que esclarecem a responsabilidade do governo francês em várias questões sociais, econômicas e políticas, nacionais e internacionais.

A participação saharaui foi através das associações da comunidade de Mantes la Jolie e Les Mureaux, com dois estandes co. livros e brochuras sobre a história da resistência saharaui, para informar os leitores e visitantes sobre as etapas da luta de libertação do povo saharaui liderada pelo seu representante legítimo a Frente Polisario.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

MOHAMED BOURIAL PRISIONEIRO POLÍTICO SAHARAUI TRANSFERIDO PARA TIFLET

PUSL.- A família de Mohamed Bourial informou que o prisioneiro político do grupo Gdeim Izik foi transferido de volta para Tiflet2 nesta terça-feira, depois de passar 82 dias em Bouzakarn desde 21 de junho.

A administração da prisão de Bouzakarn ficou com todos os pertences do Sr. Bourial. Durante a sua detenção na prisão de Bouzakarn, ele permaneceu em confinamento solitário prolongado, como é o caso em Tiflet.

Em Tiflet, estão quatro dos presos políticos saharauis do grupo de Gdeim Izik. El Bachir Khadda, Abdallahi Abbahah, Mohamed Lamin Haddi e Mohamed Bourial.

Tiflet é a prisão mais distante de El Aaiun e onde os maus-tratos e o isolamento dos presos políticos saharauis têm sido uma constante.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Preso político saharaui Saadoni, chega a casa após horas de sequestro pela policia

PUSL.- Ali Saadoni chegou a casa em El Aaiun ao final da tarde de ontem, após quase dez horas de sequestro pela policia marroquina.

Ontem de madrugada o preso politico saharaui foi libertado após ter cumprido uma sentença de 7 meses, ao sair da prisão foi de imediato colocado numa viatura da policia.

Após horas de paradeiro desconhecido, chegou a casa ao final da tarde.

As autoridades marroquinas tentam a todo o custo evitar manifestações e recepções de boas vindas aos presos politicos saharauis.

As recepções em frente às prisões e nas ruas são um sinal claro da não rendição do povo saharaui à ocupação.

Ali Saadoni é um conhecido activista saharaui pela independencia que utiliza a resistência não violenta como meio de protesto.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Ali Saadoni Prisioneiro político saharaui libertado e raptado

PUSL.- Segundo a nossa fonte, Ali Saadoni, que terminou a sua sentença na prisão ontem, foi libertado durante o amanhecer, mas “desapareceu” em frente à prisão de Bouzakarn, sendo colocado num carro por pessoas desconhecidas, suspeitas de pertencer à polícia secreta.

O preso político foi maltratado e torturado durante todo o período de detenção e os seus medicamentos diários que necessita para uma doença crônica nunca lhe foram dados.

Saadoni tem cicatrizes visíveis dos maus-tratos e tortura e não está claro se o “sequestro” foi executado apenas para impedir uma recepção na saída da prisão pelos ativistas saharauis ou se o seu estado de saúde é tão alarmante que as autoridades marroquinas querem escondê-lo.

A mãe de Ali Saadoni informou que, na visita de segunda-feira, 5 de agosto, o seu filho tinha cicatrizes visíveis nas mãos e pulsos e estava algemado. Saadoni disse à mãe que ele estava em total isolamento desde 21 de junho, quando foi transferido às três da manhã da prisão de El Aaiun, no Sahara Ocidental ocupado, para a prisão de Bouzakarn, em Marrocos.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Momento de solidariedade com Polisário na festa do Avante

PUSL.- No domingo, 8 de Setembro realizou-se um momento de solidariedade com a Frente Polisário na Festa do Avante em Portugal.

Mohamed Fadel delegado da Frente Polisário em Portugal fez uma apresentação da situação actual em que vive o povo Saharaui dividido entre os campos de refugiados no sul da Argélia e os territórios ocupados por Marrocos.

Nesta edição da festa do Avante participaram mais de 60 delegações estrangeiras de todos os continentes.

A festa do Avante realiza-se anualmente sendo um evento político cultural de referência à nível mundial e contas com milhares de visitantes.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Delegação Saharaui na Festa do Avante em Portugal

PUSL.- Uma delegação da República Árabe Saharaui Democrática (RASD) e da Frente Polisário participa na Festa do Avante que se realiza dias 6, 7 e 8 de Setembro no seixal em Portugal.

A delegação composta por Mohamed Fadel delegado da Frente Polisário em Portugal e Sidmhamed Ahmed membro da representação da Frente Polisário em França.

A delegação participa durante os três dias da festa do Partido Comunista Português em actividades políticas, debates, encontros bilaterais e tem um Stand político e cultural.

Os visitantes da festa têm demostrado um grande interesse na situação actual do povo saharaui. O stand político disponibiliza informação escrita e edições publicadas recentemente.

No domingo às 15h30 haverá um momento de solidariedade no recinto da festa na zona de Aveiro.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Marrocos condena jovens activistias saharauis

PUSL.- Jovens activistias saharauis foram condenados de um ano a dois anos e meio de prisão por um tribunal marroquino em El Aaiun, no Sahara Ocidental ocupado, com falsas acusações.

As sentenças foram pronunciadas pelo Tribunal de Recurso de El Aaiun no dia 4 de Setembro. Além das penas de prisão os jovens serão obrigados a pagar uma multa de 30.000 dirhams (cerca de 3.000 euros) cada como alegada compensação por danos causados a Forças de segurança marroquinas que mantêm a ocupação ilegal do território.

O veredicto é de dois anos, foi atribuído a Ali Mahrouk, Sufian Bougnour, Al-Hafiz Ayyash, El Jalil Bluz e Abderahman Talbi.

Hafez Riahi, Akai Adoueihi, Mohamed Aali El Kori, Erguibi Saidalizid e Salek Boussoula foram condenados a dois anos e meio.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Força Sindical do Brasil apoia causa Saharaui

São Paulo, 3 de setembro de 2019 (SPS – PUSL) – O representante da Frente Polisario no Brasil, Emboirik Ahmed, foi recebido pelo Sr. Miguel Torres, presidente da União de sindicatos brasileiros “Força Sindical” , na sua sede na cidade de São Paulo, segundo fonte da Representação da Frente POLISARIO no Brasil

No encontro, ambas as partes discutiram a situação no Brasil e na República Árabe Saharaui Democrática , concordando em fortalecer os laços de amizade entre trabalhadores brasileiros e saharauis.

Ahmed teve a oportunidade de explicar ao presidente do sindicato brasileiro os eventos mais relevantes que moldam a realidade política, social e laboral do Sahara Ocidental.

Torres expressou a solidariedade da sua organização com a causa saharaui e a sua vontade de tomar ações para permitir um maior conhecimento do processo saharaui no Brasil.

A Força Sindical é uma das maiores uniões sindicais do Brasil, com mais de 1300 sindicatos federados e vários milhões de membros.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>
1 2