Ali Saadoni Prisioneiro político saharaui libertado e raptado

PUSL.- Segundo a nossa fonte, Ali Saadoni, que terminou a sua sentença na prisão ontem, foi libertado durante o amanhecer, mas “desapareceu” em frente à prisão de Bouzakarn, sendo colocado num carro por pessoas desconhecidas, suspeitas de pertencer à polícia secreta.

O preso político foi maltratado e torturado durante todo o período de detenção e os seus medicamentos diários que necessita para uma doença crônica nunca lhe foram dados.

Saadoni tem cicatrizes visíveis dos maus-tratos e tortura e não está claro se o “sequestro” foi executado apenas para impedir uma recepção na saída da prisão pelos ativistas saharauis ou se o seu estado de saúde é tão alarmante que as autoridades marroquinas querem escondê-lo.

A mãe de Ali Saadoni informou que, na visita de segunda-feira, 5 de agosto, o seu filho tinha cicatrizes visíveis nas mãos e pulsos e estava algemado. Saadoni disse à mãe que ele estava em total isolamento desde 21 de junho, quando foi transferido às três da manhã da prisão de El Aaiun, no Sahara Ocidental ocupado, para a prisão de Bouzakarn, em Marrocos.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>