Preso político saharaui Salik Abdi Mubarak condenado a cinco anos de prisão

PUSL.- A segunda câmara do Tribunal de Recurso na cidade de El Aaiun, Sahara Ocidental ocupado, condenou na terça-feira 26 de novembro de 2019, Salik Abdi Mubarak a cinco anos de prisão.

O Tribunal de Apelação e todos os becos e ruas principais estavam sob um cerco policial apertado para impedir que a população saharaui entrasse no tribunal e apoiasse o ativista saharaui Abdi Mubarak.

Salik Abdi Mbarek foi preso arbitrariamente na rua na cidade ocupada de Smara a 7 de junho de 2019 no dia da recepção do preso político saharaui Salaheddine Labsir que foi libertado.

Salik Abdi Mbark foi brutalmente espancado por oficiais de inteligência marroquinos em roupas civis com cassetetes.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

PRESO POLÍTICO SAHARAUI LAHOUCINE AMAADOUR (HUSEIN BRAHIM) CONDENADO A 12 ANOS

PUSL.- Hoje, o tribunal de recurso de Marraquexe condenou o jovem saharaui Lahoucine Amaadour a 12 anos de prisão.

Vários observadores internacionais estiveram no julgamento.

O julgamento do Sr. Amaadour foi adiado várias vezes. O jovem ativista esteve detido desde 17 de janeiro de 2019 sem ser julgado. 314 dias de detenção arbitrária sem julgamento, que está muito além do prazo estabelecido pela lei marroquina de 30 dias renováveis por duas vezes.

Mais informações sobre este caso aqui: https://porunsaharalibre.org/pt/?s=Amaadour

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Recepção aos vencedores do Prémio Nobel alternativo pelo Grupo Parlamentar “Prémio Nobel Alternativo” no Bundestag alemão

PUSL.- Nesta segunda-feira, 25 de novembro o Grupo Parlamentar “Prémio Nobel Alternativo” no Bundestag alemão organizou um evento de discussão.

Aminatou Haidar, do Sahara Ocidental, vencedora honorária em 2019, e Guo Jianmei, da China, vencedor honorário em 2019, foram os principais oradores.

Haidar e Jianmei foram homenageadas pelo júri internacional da “Right Livelihood Award Foundation”. A defensora dos direitos humanos Aminatou Haidar recebeu o prémio honorário “pela sua resistência inabalável e não violenta, apesar da prisão e tortura, na busca pela justiça e autodeterminação para o povo do Sahara Ocidental”.

Alguns dias antes da cerimônia da entrega do prémio em Estocolmo, Aminatou Haidar e Guo Jianmei vieram a Berlim para apresentar e discutir o seu trabalho no Grupo Parlamentar sobre o Prémio Nobel Alternativo.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>