Partido Comunista da Espanha – Denunciamos a colaboração do governo da Espanha com o boicote de Marrocos ao Congresso da Frente Polisario

Na quarta-feira, 27 de novembro, o Ministério das Relações Exteriores (MAE) do governo interino de Pedro Sánchez emitiu uma declaração aconselhando os cidadãos espanhóis a não viajarem para os campos de refugiados saharauis devido a ameaças hipotéticas à segurança que poderiam ser causadas por ” instabilidade crescente no norte do Mali “.

Vale ressaltar que essa declaração foi divulgada imediatamente após uma reunião entre o ministro das Relações Exteriores da Espanha, Josep Borrel, e seu colega marroquino, Nasser Bourita, e alguns dias antes da celebração do Congresso da Frente Polisario em Tindouf, evento que reunirá nos campos de refugiados numerosas organizações e pessoas em solidariedade com a causa da independência do povo saharaui.

O anúncio do MAE foi feito sem aviso prévio a Jira Bulahi, delegada da Polisario em Espanha, que denunciou que tomou conhecimento com o comunicado de imprensa do Ministério espanhol, dando conta da suposta “ameaça”. Por outro lado, nenhuma das organizações presentes nos campos está ciente de um aumento de riscos ou ameaças na área e a Frente Polisario anunciou que não há riscos extraordinários em Tindouf.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>