General

Manifestantes em barcos recebem navio carregado de fosfatos de sangue em Christchurch e sindicato entrega carta de protesto

JOSIE BLOSSFIELD / FORNECIDO / Stuff.co.nz/ PUSL

Hoje, manifestantes da Nova Zelandia receberam um navio carregado de fosfatos à chegada a Christchurch, pedindo às empresas da Nova Zelândia que parassem de importar o controverso fertilizante.

Na segunda-feira, o navio cargueiro “Federal Crimson” chegou a Lyttelton transportando 50.000 toneladas de fosfato do território ocupado do Sahara Ocidental.

Foi recebido por uma frota de paz composta por 15 caiaques, um iate e um ferry com mais de 100 crianças em idade escolar. Outros 80 ativistas de direitos humanos estavam em terra a cantar canções saharauis pela libertação.

A União Ferroviária, Marítima e de Transporte embarcou no navio à chegada, entregando uma carta de protesto ao capitão.

Os fosfatos de sangue do Sahara Ocidental ocupado é propriedade ilegal do exportador marroquino OCP até que seja descarregado. Três dessas remessas chegam anualmente.

Os manifestantes pediram ao chefe de Ravensdown (importador da Nova Zelândia) Greg Campbell que parasse de comprar of fosfatos da OCP imediatamente.

A 11 de dezembro, na próxima quarta-feira, o grupo ambiental “Environmental Justice Ōtepoti”, preparou outra ação de protesto em Moller Park, Harbor RFC, contra a chegada do Crimson Federal e a sua carga de fosfatos de sangue.

Ayúdanos a difundir >>>

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies