General

Eurodeputados enviam carta ao Presidente da Comissão Europeia, Alto Representante da FASP e ao Presidente do Conselho Europeu preocupados com a ativista saharaui Mahfouda Lefkir

PUSL.- 30 eurodeputados enviaram hoje uma carta à Presidente da Comissão Europeia, Sra. Ursula Von Der Leyen, Vice-Presidente e Alta Representante da FASP, Sr. Josep Borrell, e ao Presidente do Conselho Europeu, Sr. Charles Michel, sobre Mahfouda Lefkir, ativista saharaui, mãe de 34 anos, recentemente condenada a 6 meses de prisão.

Deputados de vários grupos políticos (Grupo da Esquerda Unitária Europeia – Esquerda Nórdica Verde, Grupo dos Verdes / Aliança Livre Europeia, Grupo da Aliança Progressista dos Socialistas e Democratas no Parlamento Europeu, Grupo do Partido Popular Europeu – Democratas-Cristãos e deputados não-inscritos) expressaram a sua preocupação com o estado de saúde da Sra. Lefkir e a falta de assistência médica e as condições de detenção.

Bruxelas, 17 de dezembro de 2019

Presidente da Comissão Europeia, Sra. Ursula Von Der Leyen Vice-Presidente e Alta Representante da FASP, Sr. Josep Borrell Presidente do Conselho Europeu, Sr. Charles Michel

Nós, deputados abaixo assinados do Parlamento Europeu, escrevemos-lhe sobre os problemas contínuos dos direitos civis nos territórios ocupados do El Aaiun – Sahara Ocidental.

Em 15 de novembro, Mahfouda Elfakir, ativista do Saara Ocidental que vive em El Aaiun, foi presa após protestar no tribunal contra a decisão de prender vários adolescentes (um deles primo), após as comemorações da vitória da Argélia na Copa da África de Nações. No caminho para a prisão, ela foi espancada e colocada em condições muito precárias.

Mahfouda é mãe de dois filhos e tem uma doença grave (está à espera de uma cirurgia), que a obriga a seguir uma medicação rigorosa. Ela recebeu várias visitas do seu pai e as suas condições de saúde estão a degradar-se. Em 27 de novembro passado, ela foi julgada e recebeu uma sentença de seis meses de prisão (o que é raro, considerando que ela é mulher, mãe e com um estado de saúde frágil).

Após essa sentença, a casa da família dela foi cercada pela polícia e todas as comunicações, entradas e saídas são controladas. No dia 28, Labbat Ozman, 12 anos, primo de Mahfouda, foi preso por tentar sair de casa. Ele foi libertado várias horas depois, com marcas óbvias de espancamento.

Por isso, pedimos que entrem em contato com as autoridades marroquinas sobre a condição de prisão de Mahfouda Elfakir para saber se ela está a receber todo o acesso aos cuidados de saúde e defesa legal.

Com os melhores cumprimentos,

Sandra Pereira, João Ferreira, Clare Daly, Mick Wallace, Manuel Pizarro, Cornelia Ernst, Francisco Guerreiro, Tanja Fajon, Helmut Scholz, Benoît Biteau, Ivan Štefanec, Nikolaj Villumsen, Klaus Buchner, Sira Rego, Manuel Pineda Marín, Grace O’Sullivan, Milan Brglez, Pernando Barrena, Marisa Matias, José Gusmão, Joachim Schuster, Dietmar Köster, Gina Dowding, Özlem Alev Demirel, Dimitrios Papadimoulis, Rosa D’Amato, Ellie Chowns, Jytte Guteland, Günther Sidl e Sirpa Pietikäinen.

Ayúdanos a difundir >>>

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies