Josie Butler: “Faremos tudo ao nosso alcance para impedir a Nova Zelândia de financiar crimes de guerra”

PUSL.- Josie Butler, do “Sahara Ocidental Solidariedade Aoteroa (Nova Zelândia)”, foi uma das organizadoras dos recentes protestos contra a importação de fosfatos de sangue na Nova Zelândia. Em entrevista ao PUSL, a senhora Butler explicou como os ativistas da Nova Zelândia agem em solidariedade com o Povo saharaui.

Josie Butler, activista indígena da justiça social da Nova Zelândia. Ganhou notoriedade depois de atirar um vibrador a um político para protestar contra o Acordo de Parceria Trans Pacific. Atualmente é organizadora do grupo “Solidariedade do Sahara Ocidental Aoteroa” (Nova Zelândia) e tem fortes laços com vários outros grupos ativistas na Nova Zelândia e no exterior.

– Como se envolveu na questão do Sahara Ocidental?

Um amigo contou-me sobre o problema a meados de 2019 e perguntou se eu poderia ajudar com algumas campanhas locais. Eu nunca tinha ouvido falar do Sahara Ocidental antes, então comecei a ler. Quando descobri o que estava a aconter, fiquei horrorizada. Fiquei ainda mais horrorizada ao descobrir que uma empresa da Nova Zelândia estava a financiar esta atrocidade. Deparei-me com a imagem de um cartaz que os ativistas saharauis haviam feito, que dizia: ‘Nova Zelândia – ajuda nos a impedir a pilhagem “. Decidi fazer tudo o que podia para ajudar.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Carta de protesto à CAF contra realização de campeonato de Futsal em El Aaiun

V.Exa. Ahmed Ahmed
Presidente da Confederação do Futebol Africano
info@cafonline.com

A Copa das Nações Africanas de Futsal Marrocos 2020, que será realizada de 28 de janeiro a 7 de fevereiro em El Aaiun, capital do Sahara Ocidental ocupado, viola directamente o Direito Internacional.

O Sahara Ocidental não faz parte de Marrocos e, portanto, o campeonato de Futsal não pode ser realizado neste território disputado, que está na lista da 4º Comissão das Nações Unidas para a descolonização.

Duvidamos que a CAF não esteja ciente dessa situação, mas, caso a sua direcção ignore o estatuto jurídico do território, solicitamos que consulte a decisão da Corte Internacional de 1975, as mais de 50 resoluções das Nações Unidas nas últimas 6 decadas, as declarações da União Africana e as três decisões recentes do Tribunal de Justiça da União Europeia, que reafirma que “Marrocos não tem soberania sobre o território”.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

AFCON – Boicotes e protestos contra a Copa das Nações Africanas de Futsal Marrocos 2020 a ter lugar no Sahara Ocidental ocupado

PUSL.- A Copa das Nações Africanas de Futsal Marrocos 2020, que será realizada de 28 de janeiro a 7 de fevereiro em El Aaiun, capital do Sahara Ocidental ocupado, foi alvo de boicote e protestos da África do Sul e da Argélia.

A AFCON decidiu ignorar o artigo 6 dos Princípios Fundamentais do Olimpismo, Direito Internacional, Direito Internacional Humanitário e o ato constitutivo da União Africana, a fim de permitir a Moroccos sediar a Copa das Nações Africanas de Futsal no território não autônomo do Sahara Ocidental que ocupa ilegalmente desde 1975 e está na lista de descolonização da 4a Comissão das Nações Unidas.

A seleção sul-africana anunciou que não participará na Copa das Nações Africanas de 2020 (CAN) em El Aaiun, no Sahara Ocidental, de 28 de janeiro a 7 de fevereiro.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>