Relatório dos EUA sobre o Sahara Ocidental confirma CRIME DE GUERRA

PUSL.- No recém-publicado Relatório Nacional de Práticas de Direitos Humanos para 2018 – Sahara Ocidental[1], o Bureau de Democracia, Direitos Humanos e Trabalho do Departamento de Estado dos EUA confirma que Marrocos continua a cometer a Prática Relacionada com o Artigo 130 do Direito Internacional Humanitário: Transferência de População Civil Própria para o Território Ocupado, que constitui um Crime de Guerra.

O relatório afirma:

“Como um incentivo para se mudarem para o território, os trabalhadores do setor formal ganharam até 85 por cento mais do que no Marrocos reconhecido internacionalmente. O governo também forneceu subsídios ao combustível e isentou os trabalhadores da renda e dos impostos sobre valor agregado”.

A transferência da população marroquina para o Sahara Ocidental, o território que ocupa, é proibida pelo direito internacional humanitário. A transferência da população de uma potência ocupante para um território que ocupa equivale a um crime de guerra que pode envolver a responsabilidade criminal individual dos responsáveis.[2]

Leer más …Relatório dos EUA sobre o Sahara Ocidental confirma CRIME DE GUERRA

Situação do povo Saharaui discutida em Lisboa

PUSL – Joana Ramos .- No dia 9 de março, esteve em discussão n’A Casa da Cidade a presente situação do povo Saharaui, cujo território foi ocupado em 1975 pelas forças militares marroquinas. Esta foi mais uma das atividades desenvolvidas por cidadãos que, preocupados com as precárias condições de vida dos saharauis nos territórios ocupados e nos campos de refugiados, procuram aumentar não apenas a consciência social sobre esta que é a última colónia de África mas também dar o seu contributo para a possível solução deste conflito e a autodeterminação do povo saharaui.

Este evento contou com a participação de Isabel Lourenço, observadora da Fundação Sahara Occidental ativista pela defesa dos direitos humanos deste povo e que apresentou na passada semana na Universidade do Porto um relatório sobre “o abuso dos direitos das crianças e estudantes saarauís nos territórios ocupados do Sahara Ocidental”.

Este estudo resulta de 5 anos de trabalho e de recolha de dados no terreno (Sahara Ocidental, Marrocos, Espanha e França), e propõe-se a falar em nome das crianças sem voz. Reporta a violência, os atos de tortura, humilhação e discriminação a que são sujeitos os milhares de jovens desta zona esquecida pela comunidade Internacional.

Leer más …Situação do povo Saharaui discutida em Lisboa

Presidente da República da Irlanda recebe delegação saharaui de alto nível

Dublin (Irlanda), 7 de março de 2019 (SPS) – O Presidente da República da Irlanda, Michael DHiggins, recebeu uma delegação saharaui composta pelo Ministro delegado para a Europa e membro do Secretariado Nacional da Frente Polisario, Mohamed Sidati, e o Embaixador Conselheiro na Chancelaria e membro do Secretariado Nacional da Frente Polisario, Mohamed Yeslem Beisat.

A recepção teve lugar na Presidência da Irlanda e a delegação transmitiu uma mensagem do Presidente da República Democrática Árabe Saharauí e do Secretário-Geral da Frente Polisario, Brahim Gali, ao seu homólogo irlandês, que aborda os mais recentes desenvolvimentos políticos e progressos no processo de paz liderado pela ONU.

No âmbito da visita oficial a Dublim, a delegação saharaui teve a oportunidade de reunir-se com importantes líderes políticos desta nação europeia para reforçar as relações bilaterais e expor a posição do governo saharaui e da Frente Polisário sobre o trabalho na região. processo de descolonização e mudanças nos níveis regional e continental.

Leer más …Presidente da República da Irlanda recebe delegação saharaui de alto nível

Mulheres Saharauis a personificação dos valores do 8 de março

PUSL.- A equipa do porunsaharalibre (PUSL) saúda todas as mulheres do Mundo no dia que assinala a luta pela dignidade e igualdade da Mulher.

Em especial saudamos as mulheres saharauis que têm ao longo da história do seu povo realçado o seu papel fundamental não apenas na preservação de valores, tradições, história e transmissão de saberes como também são parte essencial e talvez até o pilar da resistência contra o invasor.

Mulheres que se destacam não apenas nos campos de refugiados, construtoras de lares em exílio, e resistência diária nos territórios ocupados mas também nos palcos internacionais, porta vozes do seu povo que representam com dignidade e profissionalismo o legitimo representa do povo saharaui a Frente Polisario e o governo da RASD (República Árabe Saharaui Democrática).

Leer más …Mulheres Saharauis a personificação dos valores do 8 de março

Apresentado na Universidade do Porto Relatório sobre a situação em que crianças e jovens saharauis vivem nos territórios ocupados

PUSL.- Terça-feira, Isabel Lourenço, membro da Fundação Sahara Ocidental e colaboradora do Pusl apresentou o “Relatório sobre o abuso dos direitos das crianças e estudantes saharauis nos territórios ocupados do Sahara Ocidental”. A apresentação foi organizada pelo Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto (Portugal).

A apresentação deste relatório despertou grande interesse entre os estudantes da faculdade, professores e investigadores e jornalistas presentes.

O relatório denuncia, de forma muito detalhada, a terrível situação de violência continuada sofrida pelas crianças e estudantes saharauis nos territórios ocupados do Sahara Ocidental.

Leer más …Apresentado na Universidade do Porto Relatório sobre a situação em que crianças e jovens saharauis vivem nos territórios ocupados

Gdeim Izik – Abbahah, preso político saharaui recebeu ameaças de vida

Sidi Abdallahi AbahahPUSL.- De acordo com a informação da família de Sidi Abdallah Abbahah, o preso político saharaui do Grupo Gdeim Izik, foi objecto de assédio, de maus tratos, racismo e de ameaças de vida dos guardas da prisão de Tiflet2.

A advogada de Abbahah, Maître Ouled, apresentou em seu nome uma queixa ao Comitê das Nações Unidas contra a Tortura (CAT) no ano passado.

O CAT emitiu medidas provisórias urgentes em maio passado exigindo das autoridades marroquinas:

· Libertação do prisioneiro com vigilância;
· Acesso imediato a um médico de sua escolha;
· Fim imediato do isolamento.

Dez meses passaram e Marrocos não cumpriu as medidas provisórias até o momento.

Leer más …Gdeim Izik – Abbahah, preso político saharaui recebeu ameaças de vida

Duas activistas saharauis punidas pelas autoridades de ocupação marroquinas

PUSL.- A Sra. Gabbal Bannahi Daha (alias Juda), activista saharaui, foi informada hoje pelas autoridades marroquinas que a sua ajuda social foi suspensa em retaliação pelo seu activismo pelos direitos humanos e pela defesa do direito à autodeterminação do povo saharaui, bem como a sua participação nas celebrações do aniversário da proclamação da República Saharaui.

Daha afirmou que essas práticas de retaliação nunca a impediriam de continuar a sua luta contra a ocupação marroquina. Em 2018, a Sra. Daha já estava na mesma situação e estava em greve de fome até que as autoridades marroquinas responderam à sua revindicação após 17 dias.

A Sra. Aghlajilha El Ouali (El Idrissi), outra activista de Smara, foi também castigada pelas autoridades marroquinas, suspendendo o seu cartão social devido à sua participação nas celebrações do aniversário da proclamação da República Saharaui.

Leer más …Duas activistas saharauis punidas pelas autoridades de ocupação marroquinas

Conferência Crianças e Estudantes Saharauis sob ocupação

PUSL.- O Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto irá apresentar o “Relatório sobre o abuso dos direitos das Crianças e Estudantes Saharauis nos territórios ocupados do Sahara Ocidental” no próximo dia 6 de Março, pelas 16:30, na Faculdade de Letras da UP, sala de reuniões.

Este é o primeiro relatório sobre as consequências nefastas que um conflito armado por resolver tem sobre as crianças e jovens. Devido aos impedimentos impostos aos jornalistas pelo Reino de Marrocos e ao difícil acesso da comunicação social aos territórios ocupados do Sahara Ocidental este conflito não tem encontrado o eco que justificaria.

Leer más …Conferência Crianças e Estudantes Saharauis sob ocupação

Prisioneiro político saharaui El Hafed Iazza em estado de saúde alarmante

PUSL.- A administração local de prisões de Bouzkarn, Marrocos, transferiu na quinta-feira 28 de fevereiro o prisioneiro político saharaui Yahya Mohammed El Hafed Iazza para um hospital na cidade de Guelmim após uma grave deterioração do seu estado de saúde.

Iazza tem problemas respiratórios graves, sofre de asma e a sua saúde tem vindo a deteriorar-se devido as condições de detenção desumanas desde a sua detenção em 27 de Fevereiro de 2008.

As celas por onde tem passado carecem todas do mínimo de condições de higiene, estão repletas de vermes, sem ventilação apropriada e cheias de humidade.

Leer más …Prisioneiro político saharaui El Hafed Iazza em estado de saúde alarmante

Delegação de negociação saharauí em Berlim para consultas com o enviado pessoal do Secretário-Geral da ONU

Berlim, 3 de Março de 2019 (SPS) – A convite do enviado pessoal do Secretário-Geral da ONU para o Sahara Ocidental, Horst Köhler, a delegação de negociação saharauí estará em reunião com o enviado pessoal do SG, o Sr. Koehler, na capital alemã, Berlim, de segunda a terça-feira.

As reuniões surgem no contexto dos esforços do Sr. Koehler que visam ativar o processo político patrocinado pelas Nações Unidas no Sahara Ocidental. No seu comunicado ao Conselho de Segurança em 29 de janeiro, o enviado pessoal do Secretário-Geral da ONU, tinha anunciado a sua intenção de convidar as partes envolvidas no conflito, a Frente POLISARIO e Marrocos, para realizar consultas privadas com ele para discutir várias questões relacionadas com o conflito, o processo político e preparar a segunda ronda de conversas em Genebra este mês.

Leer más …Delegação de negociação saharauí em Berlim para consultas com o enviado pessoal do Secretário-Geral da ONU

Ahmed Brahim Ettanji: “A nossa aposta contra a violência marroquina é agir pacificamente”

heraldo.es Gervasio Sánchez.- Ahmed Brahim Ettanji (1988) nasceu em El Aaiún e é presidente da Equipe Media, um meio que tenta romper o bloqueio das informações marroquinas.

Quando e porque a Equipe Media, a organização de comunicação que você dirige no Sahara Ocidental, foi fundada?

Em 2009, há dez anos, com o objectivo de superar o bloqueio de informação imposto pelas autoridades marroquinas que ocupam a nossa terra. Somos um grupo de ativistas, jornalistas e juristas.

Você recebe ajuda financeira européia ou espanhola?

Recebemos câmeras e computadores como doações e ajuda financeira de uma organização sueca para filmar um documentário intitulado “Três Câmeras Roubadas”, que ganhou vários prêmios em festivais internacionais. Existem leis marroquinas que criminalizam o financiamento externo.

Leer más …Ahmed Brahim Ettanji: “A nossa aposta contra a violência marroquina é agir pacificamente”

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies