TICAD 7: O PRESIDENTE GHALI CHEGA A YOKOHAMA PARA A CIMEIRA DE DESENVOLVIMENTO DE ÁFRICA

YOKOHAMA (Japão) – O Presidente da República Democrática Árabe Saharaui (RASD) Brahim Ghali chegou ontem a Yokohama (Japão) para participar na 7ª Conferência Internacional de Tóquio sobre o Desenvolvimento Africano (TICAD 7).

O Presidente Ghali é acompanhado por uma grande delegação saharaui composta pelo Ministro dos Negócios Estrangeiros, Mohamed Salem Ould Salek, do embaixador saharaui na Etiópia, pelo representante permanente da RASD junto da União Africana, Lamine Baali, e pelo conselheiro do presidente Badati Breica.

Além da sua participação nesta Conferência, agendada para os dias 28 e 30 de agosto, o Presidente Ghali realizará várias reuniões com líderes africanos.

A conferência TICAD 7, organizada por iniciativa do governo japonês em conjunto com a ONU, o Programa das Nações Unidas para o Desenvolvimento (PNUD), a Comissão da União Africana (CUA) e o Banco Mundial, visa ser um fórum de consulta Internacional para o desenvolvimento do continente africano.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

TICAD atrasa trabalhos um dia devido à pressão marroquina sobre o Japão

PUSL.- A Conferência Internacional sobre o Desenvolvimento Africano (TICAD) VII Reuniãos Ministerial, no Japão, Tóquio, que termina no domingo foi adiada um dia devido à pressão de uma enorme delegação marroquina que pretendia excluir a RASD (República Árabe Saharaui Democrática) da reunião.

Ontem (5/10) a reunião da TICAD ao nível dos altos funcionários foi cancelada. Os japoneses recusaram-se a autorizar credenciais à delegação da República Saharaui e não colocaram a sua placa com o nome do país como para os outros Estados-Membros, na sala de conferências.

O Presidente do Comité de Representantes Permanentes (COREP) recusou-se a prosseguir com a abertura da reunião que teria que preparar os documentos para a reunião ministerial prevista para hoje sem a presença e identificação da RASD. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Moçambique condena ação de Marrocos contra delegação da República Saharaui

O Ministério dos Negócios Estrangeiros (MNE) de Moçambique condenou hoje, em comunicado, a atuação de uma comitiva de Marrocos contra uma delegação da República Árabe Saharaui Democrática, durante uma conferência em Maputo.

O Governo moçambicano classificou como “deplorável” o comportamento da delegação marroquina, “que revela uma chocante falta de compostura e de respeito”, lê-se no documento.

Em causa, confrontos verbais e físicos entre membros das comitivas dos dois países ocorridos na tarde de quinta-feira durante a abertura da reunião ministerial da Conferência de Tóquio para o Desenvolvimento de África (TICAD, sigla inglesa) no Centro Internacional de Conferências Joaquim Chissano.

A República Saharaui reivindica soberania sobre o território do Sahara Ocidental, antiga colónia espanhola que, por sua vez, Marrocos reclama como parte do seu reino.

Como membro da União Africana, cujos membros tiveram assento na reunião de Maputo, a República Saharaui também teve o seu lugar. Read more

Ayúdanos a difundir >>>