Sahara Ocidental: Conselho de Segurança renova mandato da MINURSO por 6 meses

PUSL.- Na reunião de hoje do Conselho de Segurança (CS) sobre o Sahara Ocidental foi aprovado com 13 votos a favor e duas abstenções (Federação Russa e África do Sul) a extensão do mandato da MINURSO (Missão das Nações Unidas para o referendo no Sahara Ocidental) por seis meses.

Todos os membros do CS apoiam os esforços do enviado pessoal do Secretário Geral da ONU, o Sr. Horst Koehler e o desempenho da MINURSO e de Colin Stewart.

O texto aprovado foi da autoria dos Estados Unidos que se mostraram desapontados com as abstenções e enfatizaram a necessidade de acelerar o processo para alcançar uma solução mutuamente aceitável e realista que resulte na autodeterminação do povo saharaui.

França, o aliado histórico de Marrocos afirmou que é necessário um processo politico que seja realista e que a proposta de plano de autonomia de Marrocos é uma solução credível. Votaram favoravelmente, mas defendem um mandato de um ano e não de seis meses, argumentando que são mandatos mais estáveis.

Leer más …Sahara Ocidental: Conselho de Segurança renova mandato da MINURSO por 6 meses

Relatório do SG da ONU: Violações dos direitos humanos no Sahara Ocidental e tortura e maus tratos a prisioneiros saharauis em Marrocos

PUSL / TORNADO .- As violações dos direitos humanos nos territórios ocupados e a situação dos presos politcos do grupo Gdeim Izik são destacados na cópia antecipada do Relatório do Secretário-Geral da ONU sobre a situação do Sahara Ocidental para informação dos membros do Conselho de Segurança em abril.

O Secretário-Geral observa que as lacunas na elaboração de relatórios sobre a situação dos direitos humanos no Sahara Ocidental persistem devido à falta de acesso do ACNUDH (Alto Comissariado das Nações Unidas para os Direitos Humanos) ao território. Na resolução 2440 (2018), o Conselho de Segurança incentivou a cooperação reforçada com o ACNUDH , inclusive por meio da facilitação de visitas à região.

Em referência aos presos politicos do grupo de Gdeim Izik, o SG informa que a tortura e os maus-tratos a presos saharauis em Marrocos continuaram a ser denunciados. O ACNUDH recebeu várias comunicações de advogados e / ou membros da família do grupo de presos de Gdeim Izik alegando que vários membros do grupo foram submetidos a tortura, confinamento solitário prolongado, negligência médica, negação tanto de visitas familiares como de acesso a mecanismos de monitoramento independentes. O SG também menciona as greves de fome dos presos de Gdeim Izik, alguns com uma duração de mais de 30 dias, o que resultou em alguns destes prisioneiros, consequentemente, desenvolverem condições críticas de saúde.

Leer más …Relatório do SG da ONU: Violações dos direitos humanos no Sahara Ocidental e tortura e maus tratos a prisioneiros saharauis em Marrocos

POLISARIO reitera o seu apoio ao processo político da ONU

NOVA YORK, 30 de janeiro de 2019 (SPS) -. A Frente POLISARIO, reiterou esta terça-feira, num comunicado depois da presença de Köhler no Conselho de Segurança um relatório sobre a situação no Sahara Ocidental, o seu apoio ao processo político ONU e a defesa do direito inalienável do povo saharaui à autodeterminação e independencia

Para a Frente POLISARIO, a primeira ronda de conversações de paz sobre o Sahara Ocidental demonstrou que o status quo não é sustentável e é um obstáculo para a paz. A este respeito, espera-se que com os actuais esforços do Enviado Pessoal e o apoio efectivo do Conselho de Segurança, seja encontrada uma solução justa, pacífica e duradoura que conduza a um verdadeiro processo de autodeterminação no Sahara Ocidental.

Nesse contexto, o representante da Frente Polisário na ONU, Dr. Sidi Mohamed Omar, sublinhou que o “Conselho de Segurança deve tirar proveito do momento atual, tomando medidas concretas para garantir o direito inalienável do nosso povo à autodeterminação, como exigem as resoluções pertinentes do Conselho de Segurança e da Assembléia Geral “.

Leer más …POLISARIO reitera o seu apoio ao processo político da ONU

Marrocos nega existência de presos políticos saharauis

PUSL.- Na passada terça-feira, 29 de janeiro de 2019, o Conselho de Segurança das Nações Unidas realizou consultas privadas, sobre a questão do Sahara Ocidental, durante a qual os membros receberam informações sobre os últimos desenvolvimentos e ouviram o Enviado Pessoal do Secretario Geral, o Sr. Horst Kohler.

Após a reunião Hilale, embaixador de Marrocos junto das Nações Unidas em Nova Iorque, negou a existência de presos políticos saharauis e reafirmou que para Marrocos não existe outra solução aceitável que não seja o plano de autonomia das “províncias do sul” denominação oficial de Marrocos relativamente aos territórios do Sahara Ocidental que Marrocos invadiu em 1975.

Hilal foi claro, Marrocos não cede nem negoceia, a única solução é o plano de autonomia “Com base nisso, estamos prontos para negociar e dar maior poder operativo para a autonomia. Fora da autonomia, nada. Não estamos prontos para negociar nada.”

Leer más …Marrocos nega existência de presos políticos saharauis

A África do Sul liderará a luta saharaui durante a sua participação no Conselho de Segurança da ONU

Pretória (África do Sul), 12 de dezembro de 2019 (SPS) – A Ministra dos Negócios Estrangeiros e Cooperação da África do Sul, Lindiwe Sisulu, disse num comunicado que o seu país “usará os seus membros no Conselho de Segurança da ONU para defender o direito de o povo saharaui à autodeterminação “.

A chancelaria sul-africana manifestou a sua satisfação pela retomada das negociações entre a Frente Polisario e Marrocos, nos dias 5 e 6 de dezembro, em Genebra, sob os auspícios das Nações Unidas e em cumprimento da resolução 2440 do Conselho de Segurança.

Lindiwe Sisulu reafirmou o apoio de seu país às negociações, que ela descreveu como positivas, e declarou que “a África do Sul está satisfeita com a reunião entre a Frente Polisário e Marrocos, para encontrar uma solução política”.

Leer más …A África do Sul liderará a luta saharaui durante a sua participação no Conselho de Segurança da ONU

Relatório do SG ao Conselho de Segurança sobre o Sahara Ocidental suscita comentarios

PUSL.- A Frente Polisário enviou uma carta ao presidente do Conselho de Segurança das Nações Unidas (CS) com os seus comentários sobre o relatório de António Guterres, secretário geral da ONU (ver aqui) apresentado no passado dia 3 de Outubro aos membros do CS.

O relatório enviado ao CS pelo Secretario Geral (SG) destina-se à discussão anterior à reunião no final do mês onde será decidida a extensão do mandato da MINURSO (MIssão das Nações Unidas para o Referendo no Sahara Ocidental). Na carta a Frente Polisário reafirma a sua disponbilidade em retomar as negociações de acordo com as resoluções das Nações Unidas, mas apontam algumas preocupações relativamente aos pontos do relatório do Secretário Geral referentes à credibilidade imparcialidade e independência da MINURSO e da própria ONU.

A Frente Polisário explica na carta que é necessário analisar as causas subjacentes à crise de Guergarat (ver aqui links) que tÇem implicações para os acordos militares existentes e o porcesso politico.

Também realçam a preocupação com as tentativas ilegais de “normalização da situação” da ocupação militar de marrocos nos territórios ocupados do Sahara Ocidental. E aboradam ainda a questão das reuniões com o Chefe da MINURSO poderem ser em qualquer local dentro da area de acção defnida desta Missão.

Leer más …Relatório do SG ao Conselho de Segurança sobre o Sahara Ocidental suscita comentarios

ONU planeia conversações entre as partes sobre o Sahara Ocidental antes do final do ano

PUSL.- O enviado pessoal do Secretário Geral da ONU para o Sahara Ocidental pretende convocar conversações antes do final do ano entre Marrocos e a Frente Polisario para encerrar um conflito de décadas, disse o presidente do Conselho de Segurança na quarta-feira.

Horst Koehler, ex-presidente alemão e ex-diretor do Fundo Monetário Internacional, informou o Conselho a portas fechadas sobre os seus esforços para reiniciar as negociações após um período de dez anos em que não foi possível reunir as partes devido à intransigência de Marrocos em respeitar a premissa sobre a qual se baseou o acordo de cessar-fogo em 1991, a realização de um referendo de autodeterminação.

A conferência de imprensa que se seguiu à reunião com declarações do vice-embaixador britânico Jonathan Allen, cujo país detém a presidência do Conselho de Segurança da ONU este mês não foi transmitida pela TV das Nações Unidas que curiosamente no preciso momento em que se iniciou a conferência ficou com a imagem em pausa.

Leer más …ONU planeia conversações entre as partes sobre o Sahara Ocidental antes do final do ano

UN silenciosa após reunião de conselho de segurança sobre Sahara Ocidental

PUSL.- Hoje realizou-se a reunião do Conselho de Segurança da UN com Horst Köhler enviado pessoal do Secretário-geral António Guterres para o Sahara Ocidental.

Esta foi a imagem transmitida pela tv das Nações Unidas durante a conferência de imprensa que devia de realizar-se após a reunião.

Nenhuma explicação ou informação estava disponível no site das Nações Unidas.

Leer más …UN silenciosa após reunião de conselho de segurança sobre Sahara Ocidental

No seguimento da renovação do mandato da missão de paz MINURSO, Polisario insta no imediato lançamento de um processo de negociação directo

Comunicado de imprensa

Mhamed Khadad – Coordinador MINURSO Frente POLISARIO

[Nova Iorque – 27 de abril, 2018] Hoje, o Conselho de segurança votou para prolongar o mandato da missão das Nações Unidas para o referendo no Sahara Ocidental (minurso) por um período de seis meses.

A Frente Polisario toma nota deste desenvolvimento e em particular do curto período de renovação que reflete a necessidade da urgente retomada do processo político das Nações Unidas. A Frente Polisario reitera o seu compromisso a entrar num processo com definição temporal de negociações directas com Marrocos para finalmente permitir o exercício ao nosso povo do nosso direito inalienável à autodeterminação e independência de acordo com as Nações Unidas e sua doutrina de descolonização.

A Frente Polisario observa que através desta resolução, o Conselho de segurança insta na retomada das negociações, sem qualquer condição prévia e de boa-fé. É uma clara e forte mensagem para Marrocos que tem sempre submetido qualquer envolvimento nas negociações a condições prévias, e sempre coloca obstáculos para alterar qualquer progresso em direção a uma solução política que garanta o nosso direito à autodeterminação, como foi sublinhado três vezes no presente resolução.

Leer más …No seguimento da renovação do mandato da missão de paz MINURSO, Polisario insta no imediato lançamento de um processo de negociação directo

Resolução Conselho Segurança Nações Unidas: Declaração do porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Argélia

A Argélia toma nota da nova resolução sobre a questão do Sahara Ocidental que o Conselho de Segurança das Nações Unidas acaba de aprovar.

Nota com grande satisfação que esta resolução reafirma, uma vez mais, com clareza, no seu preâmbulo e na sua parte operativa, que não há outra solução para este conflito, do que aquela que garante o exercício pelo povo do Sahara Ocidental ao seu direito inalienável à autodeterminação.

Portanto, só pode dar o seu total apoio ao Conselho de Segurança ao Secretário-Geral e seu Enviado Pessoal para reviver, com uma nova dinâmica e um novo espírito, negociações com vista a alcançar uma solução política justa, duradoura e mutuamente aceitável que promova a autodeterminação do povo do Sahara Ocidental.

Leer más …Resolução Conselho Segurança Nações Unidas: Declaração do porta-voz do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Argélia

A ONU renova a missão no Sahara Ocidental durante seis meses e insta a negociar

ecodiario.- O Conselho de Segurança da ONU renovou hoje a missão da organização no Sahara Ocidental (Minurso) durante seis meses e exortou Marrocos e a Frente Polisário a retomar as negociações para pôr fim ao conflito.

A decisão está contida numa resolução adotada com doze votos a favor e abstenções da Rússia, China e Etiópia, um documento que apela para avançar no sentido de uma solução política “realista, viável e duradoura” para a antiga colonia Espanhola.

Além disso, pede à Polisario que se retire “imediatamente” da zona de separação na área de Guerguerat, no sul do Sahara Ocidental; manifesta preocupação com o plano de transferir as atividades administrativas para Bir Lahlu, no nordeste; e pede que se abstenha deste tipo de “ações desestabilizadoras”.

De acordo com os Estados Unidos, promotor da resolução, a idéia central é tentar desbloquear as negociações nos próximos meses, aproveitando os esforços empreendidos pelo novo enviado da ONU, o ex-presidente Horst Köhler alemão.

Leer más …A ONU renova a missão no Sahara Ocidental durante seis meses e insta a negociar

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies