O Congresso dos EUA exclui o Sahara Ocidental de Marrocos

Jornal digital saharaui La Realidad, DLR. 06/01/2019.- Num projeto de lei, o Congresso dos Estados Unidos exclui o Sahara Ocidental do orçamento de gastos públicos para Marrocos até 2019.

WASHINGTON (Reuters) – A Câmara dos Representantes dos Estados Unidos aprovou um projeto de lei que exclui o Sahara Ocidental da ajuda financeira para o ano de 2019 destinada a Marrocos no orçamento de gastos públicos, ao contrário dos últimos anos, particularmente em 2018, uma posição americana que confirma que o Marrocos não tem soberania sobre o Sahara Ocidental.

A Reuters disse que “O projeto de lei declara que a ajuda ao Sahara Ocidental é completamente separada da de Marrocos, e claramente se refere ao Sahara Ocidental como uma entidade política distinta da de Marrocos”.

Leer más …O Congresso dos EUA exclui o Sahara Ocidental de Marrocos

Conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, John Bolton, expressa “frustração” sobre a estagnação no Sahara Ocidental

WASHINGTON, (elperiodicodemexico.com) – O conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, John Bolton, expressou quinta-feira a sua “frustração” pela falta de progresso na resolução da disputa política sobre o Sahara Ocidental e perguntou “como pode ser justificado” que a missão de paz das Nações Unidas (MINURSO) continue a ser ampliada.

Bolton delineou a estratégia do governo Donald Trump para a África e usou o exemplo da MINURSO, cujo mandato inicial ele próprio contribuiu para redigir em 1991, para exigir uma mudança de abordagem em relação às missões internacionais de paz.

O conselheiro de Trump reconheceu a sua “frustração” pela falta de progresso na resolução da disputa sobre o Sahara Ocidental. “Eu gostaria de ver isto resolvido se as partes concordarem com uma saída. Essa é a minha preferência “, disse ele aos jornalistas repórteres num centro de estudos de Washington, segundo a Reuters.

Leer más …Conselheiro de Segurança Nacional da Casa Branca, John Bolton, expressa “frustração” sobre a estagnação no Sahara Ocidental

A estranha ofensiva de Mohammed VI. Após a ONU, Marrocos em confronto com a Tunísia e os EUA

Mohammed VI

23 de maio de 2016 por porunsaharalibre

Por: Abla Cherif – Argel (Le Soir dAlgerie.com) – Tradução: Poemario para Sahara Libre/porunsaharalibre, 21/05/2016

O rei de Marrocos decidiu saltar de cabeça numa estratégia de confronto de resultado incerto. Alarmados com a perspectiva de perder a batalha do Sahara Ocidental, cruza espadas, por vezes violentamente, com qualquer um que contradiz ou possa contradizer a sua lógica.

Mohammed VI não hesitou em participar numa primeira guerra contra as Nações Unidas e, em seguida, contra instituições norte-americanas acusando-as de terem mudado o curso do seu posicionamento no conflito do Sahara Ocidental. Os últimos dias mostraram também a lógica louca em que o monarca embarcou através das reações que se seguiram à publicação de um relatório do Departamento de Estado dos EUA, onde eram denunciados os graves abusos dos direitos humanos neste país. Este documento, publicado anualmente, a instituição sugere a persistência de problemas como a corrupção, o uso quase sistemático da força, tortura e condições de detenção miseráveis em prisões marroquinas. O mesmo relatório indica que a justiça marroquina, por vezes, “carece de independência e o direito do acusado a um julgamento justo (…) o governo marroquino, por outro lado viola as liberdades de expressão e de imprensa através de perseguição e detenção de jornalistas seu trabalho sobre temas considerados sensíveis. “Foi o suficiente para que o rei gritasse “manipulação”.

Leer más …A estranha ofensiva de Mohammed VI. Após a ONU, Marrocos em confronto com a Tunísia e os EUA

Marrocos inicia novo enfrentamento com os EUA sem fechar a sua crise com Ban Ki-moon

 Fonte: Terra Notícias

O governo marroquino inicia um novo enfrentamento contra os Estados Unidos, após a publicação de um comunicado ontem em tom muito duro contra o Departamento de Estado, ao qual que descreveu como “profundamente anti-marroquino” quando ainda não terminou a crise com o Secretário-Geral das Nações Unidas, Ban Ki-moon.

Em apenas um ano Marrocos tem enfrentado a União Europeia, com o congelamento os seus contatos durante meses devido ao acórdão do Tribunal de Justiça sobre o Sahara Ocidental; posteriormente com Ban Ki-moon, acusando-o de “insultar o governo e o povo marroquino”, referindo-se à “ocupação” marroquina do Sahara, e outros gestos considerados inamistosos.

Agora chegou a hora de um dos aliados tradicionais de Marrocos, como são os Estados Unidos: Rabat não gostou do tom do relatório que o Departamento de Estado publica todos os anos sobre os direitos humanos em países ao redor do mundo, onde são enumeradas abundantes críticas à situação no país norte Africano.

Leer más …Marrocos inicia novo enfrentamento com os EUA sem fechar a sua crise com Ban Ki-moon

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies