O ex-presidente alemão Horst Köhler deixa o seu cargo no Sahara Ocidental na ONU

Horst KoehlerPUSL / Jornal Tornado .- Horst Köhler, que foi presidente da Alemanha por seis anos, deixou o seu cargo como enviado da ONU para o território do Sahara Ocidental. A sua saída por motivos de saúde deixa o conflito para resolver, uma disputa de décadas no limbo.

O ex-presidente alemão anunciou que deixaria o cargo na quarta-feira, dois anos depois de assumir o papel de enviado pessoal do Secretário Geral da ONU para o Sahara Ocidental.

Koehler de 76 anos informou o secretário-geral da ONU, António Guterres, num telefonema, pode-se ler no comunicado da ONU.

O ex-presidente, Köhler encabeçou os esforços da ONU para acabar com o impasse de longa data entre Marrocos e a Frente Polisário. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Kohler reúne com uma delegação saharaui em Nova York


Foto e fonte: Agência APS / EIC Poemario por um Sahara Libre

NOVA YORK – Agência APS. O enviado da ONU para o Sahara Ocidental, Horst Kohler, reuniu-se na quinta-feira 27 com uma delegação saharaui liderada pelo ministro dos Negócios Estrangeiros, Mohamed Salem Ould Salek, para discutir os últimos desenvolvimentos relativos à questão do Sahara Ocidental, de acordo um comunicado da Frente Polisario transmitido em Nova York.

A reunião teve lugar no âmbito dos trabalhos da Assembleia Geral das Nações Unidas, realizada na presença do coordenador saharaui junto da MINURSO, Mhamed Jadad, o representante do Polisario na ONU, Sidi Mohamed Omar, e Assessor de Kohler, David Schvake.

Durante esta reunião, o mediador da ONU informou a parte saharaui das medidas que tenciona tomar em breve para reavivar o processo político patrocinado pela ONU, incluindo um convite para ambas as partes em conflito, a Frente Polisário e Marrocos para uma nova ronda de negociações diretas antes do final do ano em curso, de acordo com o comunicado. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Enviado de ONU para Sahara Occidental se reunirá con las partes a fin de junio

Horst KöhlerAFP.- O enviado da ONU para o Sahara Ocidental, o ex-presidente alemão Horst Koehler, reunirá novamente no final de junho com as partes em conflito para pressionar pela retomada das negociações de paz, disseram fontes diplomáticas na terça-feira.

De acordo com uma dessas fontes, que falou sob condição de anonimato, Koehler planea reunir com as autoridades marroquinas em 28 e 29 de junho em Rabat. Ele também deve viajar para El Aaiun , no Sahara Ocidental, para contactar com os capacetes azuis da missão de observação do cessar-fogo (Minurso).

Outra fonte disse que o emissário também deveria ir a Tindouf, onde a Frente Polisario está localizada, no extremo oeste da Argélia, especificando que as datas precisas desta viagem ainda não foram definidas. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Reunião do Ministro dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Sergey Lavrov, com o Enviado Pessoal do Secretário-Geral da ONU para o Sahara Ocidental

Comunicado de imprensa sobre a reunião do Ministro dos Negócios Estrangeiros, Sergey Lavrov, com o Enviado Pessoal do Secretário-Geral da ONU para o Sahara Ocidental Horst Koehler

Em 10 de abril, o ministro das Relações Exteriores da Rússia, Sergey Lavrov, recebeu o enviado pessoal do secretário-geral da ONU para o Sahara Ocidental, Horst Koehler, que chegou a Moscovo para uma visita de trabalho.

Durante a reunião, sublinhou-se que não existem alternativas para uma resolução política do problema do Sahara Ocidental, que não estejam em conformidade com as resoluções correspondentes do Conselho de Segurança da ONU. Assinalou-se que a elaboração de um esquema mutuamente aceitável para um acordo sobre o Sahara Ocidental promoveria a melhoria geral da situação no norte da África.

O lado russo manifestou apoio aos esforços mediadores do Secretário-Geral da ONU e seu enviado pessoal, bem como da Missão da ONU para o Referendo no Sahara Ocidental (MINURSO) e seu papel fundamental na manutenção da estabilidade regional. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Horst Köhler esperado em El Aaiun para uma visita de quatro dias

Horst Köhleryabiladi.com.- Horst Köhler pensa visitar El Aaiun na primeira semana de abril. O enviado pessoal do Secretário-Geral da ONU para o Sahara Ocidental estará de visita durante quatro dias.

Na sede da MINURSO, os preparativos para o mediador alemão já começaram, incluindo a pintura das instalações.

Durante a sua estadia, o enviado pessoal do Secretário-Geral da ONU planeia visitar, de avião, os quatro Team Site da MINURSO instalados na região. Em El Aaiun, Köhler deverá também reunir-se com representantes de associações pró-Polisario, sindicalistas e autoridades marroquinas.

A escolha do momento da visita é bem calculada. De facto, esta data está a poucos dias da apresentação de um novo relatório de Antonio Guterres sobre o Sahara Ocidental, o que reduz a margem de manobra de Marrocos. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Kohler: meu mandato é chegar a uma solução que garanta a autodeterminação do povo saharaui

Horst KöhlerNOVA YORK, 23 de março de 2018 (SPS) -.

O ex-presidente alemão Horst Kohler definiu de forma clara o seu mandato  como Enviado Pessoal do Secretário Geral das Nações Unidas para o Sahara Ocidental, e explicou perante o Conselho de Segurança que estava a tentar “encontrar um caminho para o futuro do conflito “que possa levar a uma solução que garanta a autodeterminação do povo saharaui.

“Meu papel nesse processo não é o de um árbitro que deve julgar quem estava certo e quem estava errado no passado. Meu mandato é encontrar um caminho para o futuro, um caminho que pode levar a uma solução mutuamente aceitável e que permita a autodeterminação do povo saharaui “, disse Kohler na sua primeira
apresentação sobre o Sahara Ocidental, segundo publicou agência argelina, APS.

Kohler, que explicou a sua visão do processo de paz que ele prevê reiniciar em breve, disse que o seu objectivo era reiniciar as negociações directas entre as duas partes no conflito no decurso de 2018. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Köhler promete esfuerzos en su primera visita a los campos de refugiados

Campos de refugiados de Tinduf (Argelia), 18 oct (lavanguardia.com).- El enviado especial del secretario general de la ONU para el Sahara Occidental, Horst Köhler, aseguró hoy que no tiene “una varita mágica”, pero que desplegará “todos su esfuerzos” para sacar al conflicto del bloqueo que padece desde 2012.

En su primera visita a los campamentos de refugiados en los que los saharauis viven desde que en 1975 Marruecos ocupó su territorio, el expresidente alemán fue recibido por cientos de personas en la calle y se reunió con el primer ministro, Abdelkader Taleb Omar.

“Es una visita que da un valor añadido, ya que tiene la actitud y la capacidad de hacer avanzar las cosas. Cuenta con el respaldo del secretario general”, explicó a Efe el coordinador saharaui con la misión de la ONU en el Sahara (MINURSO), Mohamad Jadad.

“Es necesario reanudar la negociación y buscar una solución justa porque si no hay una solución las cosas pueden empeorar. La paciencia tiene un límite”, advirtió.

Al hilo de este argumento, Jadad insistió en que, más allá de las piedras que coloca Marruecos, “el obstáculo número uno a día de hoy son algunos de los países miembros del Consejo de Seguridad”, en velada alusión a Francia.

“Existe un falta de deseo firme en el Consejo de Seguridad” para hacer avanzar la negociación y forzar la celebración del referéndum de autodeterminación prometido tras el alto el fuego firmado en 1991, subrayó.

Köhler llegó a primera hora de la mañana al aeropuerto de Tinduf a bordo de un avión oficial español y fue recibido a pie de pista por el propio Mohamad Jadad y la jefa de la Minurso, la canadiense Kim Bolduc.

De allí se dirigió al campamento de refugiados de Auserd, donde asistió a un desfile militar, visitó una tienda tradicional beduina, departió con grupos de mujeres y paseó junto a la población, a la que trasladó su compromiso de “hacer todos los esfuerzos” a su alcance.

Después se trasladó a Esmara, donde se reunió con Taleb Omar y otros miembros de la oficina política del Frente Polisario, así como con el equipo negociador saharaui y diferentes representantes de la sociedad civil.

El viaje, que forma parte de una gira que lo llevará también a Argelia y Mauritania, concluirá mañana con un encuentro con el presidente de la República Árabe Saharaui Democrática (RASD), Brahim Ghali.

La visita a los campamentos se produce apenas 24 horas después de que Köhler fuera recibido en Rabat por el rey de Marruecos, Mohamed VI, una recepción de la que la prensa oficial marroquí apenas ofreció información.

Tampoco se han dado detalles sobre las reuniones de trabajo previas que el antiguo mandatario germano mantuvo en Rabat con el ministro de Asuntos Exteriores, Naser Burita, y con diplomáticos de los llamados “países amigos del Sahara”.

Su gira no incluirá, sin embargo, los territorios saharauis bajo ocupación marroquí, sin que se sepa si ha sido por decisión del propio Köhler o por imposición de Rabat, que ya impidió esa visita a su predecesor, Christopher Ross.

Se espera que el alemán presente su primer informe sobre el Sahara Occidental en un plazo de seis meses, un documento en el explicará la “nueva dinámica” que la secretaría general de la ONU prometió fomentar en abril.

Ayúdanos a difundir >>>

Novo enviado da ONU para o Sahara inicia em Rabat a sua primeira ronda à região

Horst KöhlerHorst Köhler Rabat, 16 out (lavanguardia.com) .- O novo enviado da ONU para o Sahara Ocidental, o alemão, Horst Köhler, iniciou hoje em Rabat a sua primeira visita à região com uma reunião com o ministro marroquino dos Negócios Estrangeiros, Naser Burita e espera  ser recebido pelo rei Mohamed VI.

O encontro entre Burita e Köhler foi realizada no Ministério das Relações Exteriores, sem acesso à imprensa por desejo expresso do enviado da ONU, de acordo com fontes diplomáticas marroquinas, que não forneceram outros detalhes de sua agenda.

Por outro lado, fontes próximas  da organização desta viagem disse à Agência Efe que a visita de Köhler -expresidente da Alemanha e ex-diretor-gerente do Fundo Monetário Internacional (FMI) – é realizada “em modo de escuta”, porque é o sua primeiro contato com a região após a sua nomeação para o cargo em 16 de agosto.

Estas fontes confirmaram que Köhler, irá ficar em Rabat na residência  oficial para visitas, ao contrário de seu antecessor, Christopher Ross, que se alojava em um hotel, em seguida, viajará para Argel e Tindouf, local onde estão estabelecidos os campos de refugiados saharauis e que são a casa da Frente Polisário. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Guterres propõe Horst Koehler para novo enviado pessoal para o Sahara Ocidental

Horst KoehlerO novo enviado pessoal para o Sahara Ocidental proposto pelo SG, António Guterres, é o alemão Horst Köhler, tanto Marrocos como a Frente POLISARIO ainda não deram o seu acordo. Köhler é um homem que teve que renunciar ao cargo de presidente da Alemanha após declarações controversas sobre os benefícios económicos do envio de tropas alemãs para zonas de conflito. Foi também um dos principais negociadores do tratado de Maastricht.

Horst Köhler é um político alemão da CDU (União Democrata Cristã) e foi Presidente da Alemanha de 2004 a 2010. Como candidato dos dois partidos irmãos cristãos democratas, CDU e CSU, e do liberal FDP, Köhler foi eleito presidente pela Assembleia Federal Alemã em 23 de maio de 2004 e foi reeleito para um segundo mandato em 23 de maio de 2009.

Horst Köhler está ligado ao grupo Bilderberg, e fez parte da Comissão Trilateral (1).

O ex-presidente da Alemanha, Horst Köhler, renunciou ao cargo sem aviso prévio em 31 de maio de 2010, depois de uma intensa crítica às observações em que sugeria que o envio de militares alemães eram fundamentais para os interesses econômicos do país. Read more

Ayúdanos a difundir >>>