Preso politico Saharaui Amaadour presente em tribunal, julgamento adiado e continua em greve de fome

PUSL.- O preso político saharaui Lahoucine Amaadour (nome saharaui Husein Bachir Brahim) foi presente a tribunal na passada terça-feira dia 16 de Abril após 90 dias de detenção arbitrária (prazo máximo de detenção sem julgamento). O tribunal não informou o advogado de defesa que por essa razão não compareceu e o julgamento foi adiado para o próximo dia 11 de Junho.

O “esquecimento” do tribunal em convocar o advogado de defesa faz assim com que Amaadour continuará detido perfazendo 147 dias sem julgamento o que é ilegal.

Uma manobra utilizada frequentemente quando se trata de presos políticos saharauis cujos julgamentos são adiados consecutivamente, estendendo assim o período de prisão preventiva muito para além do tempo determinado por lei.

Leer más …Preso politico Saharaui Amaadour presente em tribunal, julgamento adiado e continua em greve de fome

Preso politico Saharaui Lahoucine Amaadour em greve de fome

PUSL.- O preso político saharaui Lahoucine Amaadour (nome saharaui Husein Bachir Brahim) entrou em greve da fome a 9 de Abril contra os graves maus tratos e a negação arbitrária das visitas de familiares.

O líder estudantil foi entregue às autoridades marroquinas em Nadour, Marrocos, em 17 de janeiro pelas autoridades espanholas que expulsaram Amaadour após a sua chegada às ilhas Canárias sem ter sido respeitado o processo legal após o seu pedido de asilo político.

À chegada a Nadour, o jovem foi submetido a um primeiro interrogatório pelas autoridades marroquinas, com base num mandado de busca e apreensão.

Segundo as informações da família, Amaadour recusou-se a assinar os documentos que lhe foram apresentados, pois o conteúdo não corresponde às suas declarações.

Leer más …Preso politico Saharaui Lahoucine Amaadour em greve de fome

Apresentado na Universidade do Porto Relatório sobre a situação em que crianças e jovens saharauis vivem nos territórios ocupados

PUSL.- Terça-feira, Isabel Lourenço, membro da Fundação Sahara Ocidental e colaboradora do Pusl apresentou o “Relatório sobre o abuso dos direitos das crianças e estudantes saharauis nos territórios ocupados do Sahara Ocidental”. A apresentação foi organizada pelo Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto (Portugal).

A apresentação deste relatório despertou grande interesse entre os estudantes da faculdade, professores e investigadores e jornalistas presentes.

O relatório denuncia, de forma muito detalhada, a terrível situação de violência continuada sofrida pelas crianças e estudantes saharauis nos territórios ocupados do Sahara Ocidental.

Leer más …Apresentado na Universidade do Porto Relatório sobre a situação em que crianças e jovens saharauis vivem nos territórios ocupados

Conferência Crianças e Estudantes Saharauis sob ocupação

PUSL.- O Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto irá apresentar o “Relatório sobre o abuso dos direitos das Crianças e Estudantes Saharauis nos territórios ocupados do Sahara Ocidental” no próximo dia 6 de Março, pelas 16:30, na Faculdade de Letras da UP, sala de reuniões.

Este é o primeiro relatório sobre as consequências nefastas que um conflito armado por resolver tem sobre as crianças e jovens. Devido aos impedimentos impostos aos jornalistas pelo Reino de Marrocos e ao difícil acesso da comunicação social aos territórios ocupados do Sahara Ocidental este conflito não tem encontrado o eco que justificaria.

Leer más …Conferência Crianças e Estudantes Saharauis sob ocupação

Líder estudantil Saharaui vai ser presente a Juiz de instrução dia 29 de Janeiro

PUSL .- Lahoucine Amaadour (nome saharaui Husein Bachir Brahim) vai ser presente ao juiz de instrução em Marraquexe no próximo dia 29 de Janeiro.

O Jovem foi deportado no passado dia 17 de Janeiro das Ilhas Canárias após recusa de pedido de asilo em circunstâncias que até ao momento não foram esclarecidas pelas autoridades Espanholas, e detido pelas autoridades marroquinas ao regressar, estando neste momento na prisão de Oudaya em Marrakesh.

Quem é Lahoucine Amaadour/ Husein Bachir Brahim

Husein Bachir Brahim Saharaui nasceu a 3 de Janeiro de 1991 em Guelmin, cresceu na capital do Sahara Ocidental, El Aaiun onde passou a sua infância até que a família foi viver para Tan Tan. Como todos os Saharauis tem um nome “marroquino” Lahoucine Amaadour, imposto pelas autoridades de ocupação e que é o nome oficial em toda a documentação.

Em 2011/2012 iniciou os seus estudos de direito público na Universidade Ibn Zohr, em Agadir, encontrando-se no terceiro ano de direito quando teve que interromper os estudos devido à perseguição das autoridades marroquinas. Amaadour era conhecido pela sua actividade politica e um dos lideres da Associação de Estudantes Saharauis que defende os direitos dos estudantes, mas também advoga a independência do Sahara Ocidental.

Leer más …Líder estudantil Saharaui vai ser presente a Juiz de instrução dia 29 de Janeiro

Ahmed Abba Ali do grupo El Uali libertado da prisão de Bouzakarn

PUSL .- Ahmed Abba Ali foi o décimo estudante saharaui do grupo Companheiros de El Uali a ser libertado hoje após cumprir uma sentença de três anos.

Todo o processo desde a detenção destes jovens foi acompanhado pelo PUSL cujos artigos e relatórios podem ser consultados aqui. (relatório e artigos)

Leer más …Ahmed Abba Ali do grupo El Uali libertado da prisão de Bouzakarn

Mais 5 presos políticos saharauis do grupo de estudantes “El Ouali” libertados esta manhã da prisão de Tiznit e Ait Melloul

PUSL.- Mustafa Burkah, Mohammed Rgueibi, Ali Shargui, Hamza Ramí e Ibrahim Almasih foram libertados esta manhã com sentença cumprida após três anos de detenção.

O grupo é composto por 15 estudantes que foram detidos em 2016. 11 dos quais foram condenados a 3 anos e os restantes 4 a 10 anos de prisão.

Todo o processo desde a detenção destes jovens foi acompanhado pelo PUSL cujos artigos e relatórios podem ser consultados aqui. (relatório e artigos)

Leer más …Mais 5 presos políticos saharauis do grupo de estudantes “El Ouali” libertados esta manhã da prisão de Tiznit e Ait Melloul

Saem em liberdade 4 presos politicos Saharauis do Grupo de estudantes “Companheiros de El Uali”

PUSL.- Nasser Amenkour, Omar Laajna, El Waki Wakari e Salek Baber sairam esta manhã em liberdade com pena cumprida, após 3 anos de detenção.

Estes 4 estudantes fazem parte do Grupo conhecido como “Companheiros de El Uali”. Este grupo é composto por 15 estudantes que foram detidos em 2016, sendo que 11 foram condenados a 3 anos de prisão e os restantes 4 têm sentenças de 10 anos.

Todo o processo desde a detenção destes jovem tem sido acompanhado pelo PUSL cujos artigos e relatórios podem ser consultados aqui. (relatório e artigos)

Leer más …Saem em liberdade 4 presos politicos Saharauis do Grupo de estudantes “Companheiros de El Uali”

Forças da ocupação marroquina contra estudantes em El Aaiun

PUSL.- El Aaiun foi hoje palco da maior manifestação à decadas de alunos das escolas secundárias contra a alteração dos horários das escolas.

Centenas de membros das forças da ocupação marroquina cercaram escolas e perseguiram alunos tentando reprimir este protesto que teve lugar em todas as escolas públicas da cidade.

“Manifestamos contra a alteração dos horários, mas também nos manifestamos contra a ocupação” diz Mohamed, 15 anos jovem saharaui e aluno do ensino secundário.

“Somos descriminados, sofremos violência todos os dias desde que nascemos estamos fartos. Chega de ocupação” diz Suelma, 14 anos.

Leer más …Forças da ocupação marroquina contra estudantes em El Aaiun

Marrocos – negligência médica intencional de preso político saharaui

El Wafi Wakari, estudante saharaui e preso político do grupo Companheiros de El Wali, foi impedido de receber tratamento médico desde a sua detenção em janeiro de 2018, embora tenha sido diagnosticado após a sua detenção e os médicos marroquinos terem informado que ele necessita de cirurgia urgente.

Depois de inúmeras queixas da família às autoridades marroquinas e ao CNDH (Conselho Nacional de Direitos Humanos), e aos mecanismos da ONU para os direitos humanos e também várias intervenções feitas no parlamento europeu por deputados sobre este caso, a situação médica não melhorou e as autoridades marroquinas continuam a maltratar Wakari, recusando-lhe tratamento médico.

A advogada francesa que agora representa este prisioneiro político, Maître Marie ROCH enviou uma queixa detalhada às autoridades marroquinas, enfatizando a violação da própria lei marroquina.

Leer más …Marrocos – negligência médica intencional de preso político saharaui

O preso político saharaui El Wafi Wakari necessita de cuidados médicos urgentes e protecção da sua vida

PUSL.- O preso saharaui de 28 anos de idade, Sr. OUAKARI ELOIFI (também soletrado El Wafi Wakari), que foi transferido em 4 de julho para a prisão de Ait Melloul, precisa de atenção médica urgente e proteção da sua vida.

Após a sua transferência, o Sr. Eloifi foi colocado numa cela com presos marroquinos de delito comum violentos, o que coloca sérias preocupações relativamente à sua integridade física, já que ele é absolutamente incapaz de se defender devido a sua condição de saúde.

Na mesma prisão estão outros três estudantes saharauis: Ali Shargui, Hamza Rami e Ahmed Abba Ali do mesmo grupo, conhecido por Grupo Companheiro de El Uali, que foram transferidos no mesmo dia, mas estão em blocos de celas diferentes e sobre os quais não existem informações actuais.

As famílias pedem à ONU e à UE que se dirijam às autoridades marroquinas com o pedido de se juntar a todos os prisioneiros políticos sahararawi atualmente detidos em Ait Melloul.

O Sr. Eloifi foi detido em janeiro de 2016 e, desde a sua prisão, ele foi sujeito a maus-tratos graves, espancamentos, ingestão insuficiente de alimentos, sofrimento psicológico e físico.

Leer más …O preso político saharaui El Wafi Wakari necessita de cuidados médicos urgentes e protecção da sua vida

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies