Líder estudantil Saharaui vai ser presente a Juiz de instrução dia 29 de Janeiro

PUSL .- Lahoucine Amaadour (nome saharaui Husein Bachir Brahim) vai ser presente ao juiz de instrução em Marraquexe no próximo dia 29 de Janeiro.

O Jovem foi deportado no passado dia 17 de Janeiro das Ilhas Canárias após recusa de pedido de asilo em circunstâncias que até ao momento não foram esclarecidas pelas autoridades Espanholas, e detido pelas autoridades marroquinas ao regressar, estando neste momento na prisão de Oudaya em Marrakesh.

Quem é Lahoucine Amaadour/ Husein Bachir Brahim

Husein Bachir Brahim Saharaui nasceu a 3 de Janeiro de 1991 em Guelmin, cresceu na capital do Sahara Ocidental, El Aaiun onde passou a sua infância até que a família foi viver para Tan Tan. Como todos os Saharauis tem um nome “marroquino” Lahoucine Amaadour, imposto pelas autoridades de ocupação e que é o nome oficial em toda a documentação.

Em 2011/2012 iniciou os seus estudos de direito público na Universidade Ibn Zohr, em Agadir, encontrando-se no terceiro ano de direito quando teve que interromper os estudos devido à perseguição das autoridades marroquinas. Amaadour era conhecido pela sua actividade politica e um dos lideres da Associação de Estudantes Saharauis que defende os direitos dos estudantes, mas também advoga a independência do Sahara Ocidental.

Leer más …Líder estudantil Saharaui vai ser presente a Juiz de instrução dia 29 de Janeiro

Ahmed Abba Ali do grupo El Uali libertado da prisão de Bouzakarn

PUSL .- Ahmed Abba Ali foi o décimo estudante saharaui do grupo Companheiros de El Uali a ser libertado hoje após cumprir uma sentença de três anos.

Todo o processo desde a detenção destes jovens foi acompanhado pelo PUSL cujos artigos e relatórios podem ser consultados aqui. (relatório e artigos)

Leer más …Ahmed Abba Ali do grupo El Uali libertado da prisão de Bouzakarn

Mais 5 presos políticos saharauis do grupo de estudantes “El Ouali” libertados esta manhã da prisão de Tiznit e Ait Melloul

PUSL.- Mustafa Burkah, Mohammed Rgueibi, Ali Shargui, Hamza Ramí e Ibrahim Almasih foram libertados esta manhã com sentença cumprida após três anos de detenção.

O grupo é composto por 15 estudantes que foram detidos em 2016. 11 dos quais foram condenados a 3 anos e os restantes 4 a 10 anos de prisão.

Todo o processo desde a detenção destes jovens foi acompanhado pelo PUSL cujos artigos e relatórios podem ser consultados aqui. (relatório e artigos)

Leer más …Mais 5 presos políticos saharauis do grupo de estudantes “El Ouali” libertados esta manhã da prisão de Tiznit e Ait Melloul

Saem em liberdade 4 presos politicos Saharauis do Grupo de estudantes “Companheiros de El Uali”

PUSL.- Nasser Amenkour, Omar Laajna, El Waki Wakari e Salek Baber sairam esta manhã em liberdade com pena cumprida, após 3 anos de detenção.

Estes 4 estudantes fazem parte do Grupo conhecido como “Companheiros de El Uali”. Este grupo é composto por 15 estudantes que foram detidos em 2016, sendo que 11 foram condenados a 3 anos de prisão e os restantes 4 têm sentenças de 10 anos.

Todo o processo desde a detenção destes jovem tem sido acompanhado pelo PUSL cujos artigos e relatórios podem ser consultados aqui. (relatório e artigos)

Leer más …Saem em liberdade 4 presos politicos Saharauis do Grupo de estudantes “Companheiros de El Uali”

Marrocos – negligência médica intencional de preso político saharaui

El Wafi Wakari, estudante saharaui e preso político do grupo Companheiros de El Wali, foi impedido de receber tratamento médico desde a sua detenção em janeiro de 2018, embora tenha sido diagnosticado após a sua detenção e os médicos marroquinos terem informado que ele necessita de cirurgia urgente.

Depois de inúmeras queixas da família às autoridades marroquinas e ao CNDH (Conselho Nacional de Direitos Humanos), e aos mecanismos da ONU para os direitos humanos e também várias intervenções feitas no parlamento europeu por deputados sobre este caso, a situação médica não melhorou e as autoridades marroquinas continuam a maltratar Wakari, recusando-lhe tratamento médico.

A advogada francesa que agora representa este prisioneiro político, Maître Marie ROCH enviou uma queixa detalhada às autoridades marroquinas, enfatizando a violação da própria lei marroquina.

Leer más …Marrocos – negligência médica intencional de preso político saharaui

Julgamento dos estudantes saharauis adiado para 13 de fevereiro

A sessão de hoje, 16 de janeiro, durou 10 minutos e foi adiada até 13 de fevereiro.

O julgamento começou às nove e meia da manhã, uma hora e meia antes da hora que havia sido anunciada aos advogados de defesa, já que o julgamento estava agendado para as 11 da manhã.

Apenas 13 dos 15 alunos julgados estavam presentes no dia de hoje.

Os jovens estudantes entraram no tribunal, gritando slogans a favor da luta pela liberdade do povo saharaui, pedindo a libertação de todos os prisioneiros políticos saharauis e em solidariedade com os prisioneiros do grupo de Gdeim Izik.

O julgamento contou com a presença de cinco observadores internacionais, as portuguesas Isabel Lourenço e Joana Ramos, Michel Jolly de França e os advogados espanhóis Pablo Jiménez e Ana Sebastián.

Leer más …Julgamento dos estudantes saharauis adiado para 13 de fevereiro

Amanhã, terça-feira 16, o julgamento contra o grupo de 15 estudantes saharauis presos na prisão de Marraquexe retomará

Este grupo de estudantes foi condenado em 22 de junho do ano passado, com sentenças de 3 anos para 11 estudantes e 10 anos para 4 deles.

O PUSL, acompanha esse processo desde a prisão desses jovens em 2016.

Para mais informações, consulte o relatório publicado:

https://es.scribd.com/document/364601017/Information-Saharawi-Student-prisoners-Group-Companions-of-El-Uali

e xos artigos publicados em PUSL:

https://porunsaharalibre.org/tag/estudiantes-marrakech/

Leer más …Amanhã, terça-feira 16, o julgamento contra o grupo de 15 estudantes saharauis presos na prisão de Marraquexe retomará

Dois jovens Estudantes saharauis detidos do grupo de Marraquexe libertados após julgamento

Dois dos estudantes saharauis detidos na prisão de Marraquexe que tinham sido detidos em Junho de 2016 forma libertados com pena cumprida em Outubro passado.

Mustafa Hmaidat, estudante em Agadir saiu em liberdade a 6 de Outubro e Laghdaf Lakan, estudante em Marraquexe a 20 de Outubro.

Os detalhes do caso podem ser consultados no relatório publicado pela nossa colaboradora Isabel Lourenço, membro da Fundación Sahara Occidental (ver aqui).

Lembramos que os restantes estudantes saharauis deste grupo estiveram detidos quase 18 meses, antes de terem sido condenados a 6 de Julho deste anos com 5 penas de 10 anos (Abdelmaoula Elhafidi, Aziz Elwahidi, Elbbar Elkntawi, Mohamed Dada y Mohamed Saakouk) e os restantes 3 anos de prisão.

Os dois estudantes agora libertados não foram condenados nesse julgamento, uma vez que tinham sido detido em data posterior aos seus companheiros.

Este grupo é conhecido pelos “Companheiros de El Ouali”, jovem estudante assassinado pelas autoridades marroquinas.

Leer más …Dois jovens Estudantes saharauis detidos do grupo de Marraquexe libertados após julgamento

Estudantes saharauis condenados a 10 e 3 anos de prisão

Os estudantes saharauis detidos há quase 18 meses, foram ontem condenados tendo 5 penas de 10 anos (Abdelmaoula Elhafidi, Aziz elwahidi, Elbbar elkntawi, Mohamed dada y Mohamed zaakouk) e os restantes 3 anos de prisão.

O seu julgamento foi consecutivamente adiado 12 vezes, até que ontem, dia 6 de Julho, no tribunal de Marraquexe após apenas 8 horas do inicio da sessão lhes foram lidas as sentenças.

Este grupo é conhecido pelos “Companheiros de El Ouali”, jovem estudante assassinado pelas autoridades marroquinas.

Os 17 estudantes (um foi detido e junto ao grupo há poucos meses), eram acusados de provocar a morte premeditada de um civil, destruição de imóveis e incentivar destruição de bens e imóveis.

Os jovens foram detidos após a sua participação em manifestações estudantis saharauis. Até ao momento não foi possível confirmar quais as acusações concretas apresentadas ontem no julgamento, nomeadamente os artículos do código penal que são de extrema importância para apurar qual o enquadramento político da acusação.

Leer más …Estudantes saharauis condenados a 10 e 3 anos de prisão

Estudantes saharauis presos vêem o seu julgamento adiado pela 12ª vez

Os estudantes saharauis detidos há quase 18 meses, viram o seu julgamento adiado pela 12ª vez hoje no tribunal de Marraquexe. Este grupo é conhecido pelos “Companheiros de El Ouali”, jovem estudante assassinado pelas autoridades marroquinas.

Os 17 estudantes (um foi detido e junto ao grupo há poucos meses), são acusados de provocar a morte premeditada de um civil, destruição de imóveis e incentivar destruição de bens e imóveis.

Os jovens foram detidos após a sua participação em manifestações estudantis saharauis.

O observador internacional Emílio Garcia, membro da SOGAPS – Galiza e acreditado pela Fundación Sahara Occidental tinha tentado entrar no tribunal de Marraquexe no passado dia 13 de Junho acompanhado de um tradutor, mas foi impedido pelas autoridades marroquinas. O Sr. García após apresentar o passaporte e acreditação necessária foi informado que não lhe era dado entrada no edifício.

Leer más …Estudantes saharauis presos vêem o seu julgamento adiado pela 12ª vez

Julgamento de Estudantes saharauis adiado pela 9ª vez

O tribunal de Marraquexe que iniciou a sessão dos estudantes saharauis às 16h00 adiou o julgamento pela 9ª vez, sendo a nova data o dia 9 de Maio.

Na sala apenas foram autorizados os familiares directos com o mesmo apelido.
Os estudantes saharauis detidos de forma arbitrária há mais de um anos e quatro meses sem julgamento, continuam assim em “prisão preventiva”.

O estado de saúde dos estudantes é muito grave devido às torturas e maus tratos e às 6 greves de fome que já realizaram ao longo da sua detenção ilegal.

Os estudantes conhecidos, como grupo El Wali ,reafirmam a sua qualidade de presos políticos, detidos devido às suas actividades sindicais e politicas nas universidades de Agadir e Marraquexe, e classificam a sua detenção arbitrária como uma acção típica de regimes ditatoriais e colonialistas.

A nova data de julgamento coincide com o julgamento de Gdeim Izik.

Leer más …Julgamento de Estudantes saharauis adiado pela 9ª vez

Uso de cookies

porunsaharalibre.org utiliza cookies para que usted tenga la mejor experiencia de usuario. Si continúa navegando está dando su consentimiento para la aceptación de las mencionadas cookies y la aceptación de nuestra política de cookies, pinche el enlace para mayor información.plugin cookies

ACEPTAR
Aviso de cookies