Dezenas de estudantes saharauis em Agadir em acção de solidariedade e protesto

25 de abril de 2016, porunsaharalibre.org

Dezenas de estudantes saharauis em Agadir iniciaram na noite de 23 de Abril um greve de fome e vigília de 24h no campus da Universidade, em solidariedade com os estudantes saharauis presos de Agadir e Marraquexe assim como em protesto contra a morte do jovem sindicalista Brahim Saika e pela libertação de todos os presos políticos.

Os estudantes saharauis decidiram em reunião plenária várias ações pacíficas de luta e solidariedade entre as quais uma campanha de imagens de estudantes solidários com os estudantes presos e em greve de fome há mais de um mês, e apelam a todos os jovens que participem nesta campanha.

Os grevistas encontram-se detidos na prisão de Oudaya, Marraquexe, tendo entrado o primeiro grupo em greve de fome dia 23 de Março de 2016, ao qual se juntaram mais presos dias 25 e 30 de Março estando neste momento 13 em greve de fome (lista em anexo).

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

31º dia de greve de fome de 12 Estudantes saharauis detidos

13014966_1367546383261702_1441323427_n21 de abril de 2016, porunsaharalibre.org

Segundo informação da Equipa Media e de activistas de direitos humanos, os 12 estudantes detidos na prisão de Oudaia (Marraquexe) entraram hoje no 31º dia da sua greve de fome, que iniciaram em protesto contra às condições de encarceramento a que estão sujeitos.

O estado de saúde dos jovens degrada-se rapidamente, sendo que três deles, Abaali Ahmed, Mohammed Dadda e Ali Chargui estão mais afectados. A administração da prisão tem ameaçado a vida dos grevistas. Várias cartas dos grevistas, com a denúncia da sua situação e dos maus tratos recebidos, que estavam endereçadas a Associação Marroquina de Direitos Humanos (AMDH) e outras associações de defesa dos direitos humanos, foram apreendidas pela administração da Prisão que tenta impedir a todo o custo que se fale desta greve.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Comunicado do grupo de presos de Gdaim Izik

12072625_1234764073206601_3940312542092592906_n

29 de fevereiro, 2016 – porunsaharalibre

Os presos de Gdaim Izik iniciam uma greve de fome indeterminada amanhã dia 1 de Março.

Comunicado da Comissão de greve

Greve de fome de tempo indeterminado dos prisioneiros de Gdeim Izik com inicio a 1 de março de 2016

Prisão Salé-Rabat

“O campo em que a liberdade sempre foi conhecida, (…) é no domínio da política e não no da interioridade ou da vontade. A liberdade não é fazer o que eu desejo, mas sim iniciar uma ação com coragem. Hannah ARENDT em “A Crise da Cultura” em 1974.

Passados 5 anos e meio de prisão arbitrária e do julgamento ilegal, pelo tribunal militar das Forças Armadas Reais marroquinas, de 17 de fevereiro de 2013, que nos condenou a penas que variam de 20 anos à prisão perpetua e que são a expressão da vingança do Estado marroquino contra a nossa luta pacífica pela liberdade, iniciamos uma greve de fome por tempo indeterminado para:

-Chamar a atenção da ONU e do SG das Nações Unidas para a nossa situação, a própria ONU reconheceu que a detenção é arbitrária (ver Relatório 2014 do Relator Especial para a detenção arbitrária). A visita de Ban Ki-Moon nestes dias aos acampamentos de Tindouf é uma oportunidade para a Frente Polisário discutir a nossa situação e a de todos os presos políticos saharauis em Marrocos e no Sahara Ocidental ocupado.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>
1 2 3