O relatório que não querem que leiam

PUSL.- Desde as 11h de sabádo 20 de Outubro até Segunda-feira 22 de Outubro, a página porunsahalibre.org (PUSL) esteve inoperacional e inacessível. Este “problema técnico” aconteceu minutos após a publicação do relatório da Fundacion Sahara Occidental sobre a Tortura da populaçāo saharaui sob ocupação

O relatório demonstra claramente a prática continua de tortura pelas autoridades marroquinas nos territórios ocupados do Sahara Ocidental

Tortura esta praticada há decadas e de forma impune sem que a comunidade international actue.

Leia o relatório:

Informe Fundación Sáhara Oc… by on Scribd Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Relatório FUSO: A tortura sofrida pela população saharaui sob ocupação

PUSL e FUSO .- A Fundación Sáhara Occidental (FUSO), na seuqência do trabalho realizado durante anos de observação e monitorização dos direitos humanos, violações e genocídio cometido contra o povo saharaui, entendeu que era necessário elaborar um relatório, onde se resumisse de forma que se possa compreender e avaliar nos seus termos justos os processos de tortura a que esta submetida a população saharaui. Viu-se pois, oportuno publicar este relatório que se apoia apoiado nos numerosos relatórios e artigos existentes da Fundação e de outros organismos internacionais, e em colaboração e acordo com o trabalho que se tem vindo a realizar com Por un Sahara Libre .org (PUSL).

O relatório “A tortura sofrida pela população saharaui sob ocupação” é difundido com o objetivo de que seja uma ferramenta de trabalho, consciencialização e sensibilização. Tendo um conteúdo acessível e assimilável para qualquer pessoa, com ou sem conhecimentos na área dos direitos humanos ou em direito, possibilitando uma abordagem científica e técnica sobre a situação da tortura nos territórios ocupados do Sahara Ocidental, amparada e justificada pelos casos estudados e as numerosas entrevistas realizadas.

Além disso, e como objetivo primeiro deste relatório é fazer chegar aos fóruns internacionais, onde se decidem e debatem importantes questões sobre a proteção da população saharaui e o direito à autodeterminação e onde ser devem adotar os mecanismos necessários para que este genocídio e tortura parem, de forma a ajudar a que estes organismos e nações alterem as suas políticas sobre esta temática e tomem uma posição mais ativa na defesa da população saharaui.

Por todas estas razões a Fundación Sahara Occidental (FUSO), em conjunto com Por un Sahara Occidental .org (PUSL), tem vindo a trabalhar na elaboração deste relatório, que agora se publica, e que foi realizado com o rigor, profissionalismo e honradez que um tema tão sensível, duro e difícil como é a tortura da população saharaui merece.

Informe Fundación Sáhara Oc… by on Scribd

Ayúdanos a difundir >>>

Relatório sobre a situação das familias de presos politicos saharauis

Num relatório baseado em dados recolhidos nos últimos 5 anos, a observadora Isabel Lourenço, Ativista de DDHH, Membro da Fundação Sahara Occidental, Colaborador de porunsaharalibre.org) denuncia a gravidade da situação vivida pelas familias dos presos politicos saharauis.

A informação recolhida junto das familias nos territórios ocupados e no reino de Marrocos durantes os julgamentos em Rabat, Salé, Agadir e Marraquexe mostra não só as dificuldades economicas, como sociais e psicológicas que afectam os familiares dos presos.

As longas distâncias que têm que ser percorridas pelas familias que chegam a viajar mais de 1200km para em seguida verem impedida a visita de forma arbitrária são um dos muitos castigos impostos aos presos e seus familiares. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Apresentação da situação dos presos políticos saharauis no Parlamento Europeu

Parlamento Europeo

Nos passados dias 9 e 10 de Novembro, Isabel Lourenço membro da Fundación Sahara Occidental (FUSO) e colaboradora de porunsaharalibre e Sidi Mohamed Balla, ex-preso político, activista e membro da AFAPREDESA, apresentaram no Parlamento Europeu a situação dos presos políticos saharauis e as graves violações cometidas pelo Reino de Marrocos nos territórios ocupados. Reuniram com vários Eurodeputados e com o Intergrupo “Paz para o Povo Saharaui”.

Na reunião com o Intergrupo participaram representantes de todos os grupos políticos com assento no parlamento. Isabel Lourenço apresentou um relatório detalhado sobre a situação actual dos mais de 70 presos políticos saharauis detidos nas prisões marroquinas (ver relatorio), destacando o processo judicial do grupo de Gdeim Izik e um relatório jurídico da FUSO sobre os processos judiciais dos presos políticos e situação nos territórios ocupados. Read more

Ayúdanos a difundir >>>