Manifestações em El Aaiun celebrando a primeira acção armada da POLISARIO

PUSL.- Homens, mulheres e crianças saharauis sairam à rua no dia 20 de Maio em El Aaiun, celebrando o aniversário da primeira acção armada da Frente Polisário.

Apesar do cerco policial e militar e de forças auxiliares marroquinas, para evitar as manifestações em todo o território do Sahara Ocidental ocupado, a população saharaui saiu à rua manifestando-se.

O 20 de Maio é celebrado anulamente apesar de toda a repressão e controle apertado das forças de ocupação que reprimem qualquer manifestação.

No bairro de El Arak em El Aaiun, um grupo de saharauis consegui escapar ao cerco policial e manifestou-se pelas 23h como se pode ver no video.

A realização de manifestações nos territórios ocupados é cada vez mais dificil. As autoridades marroquinas impedem a todo o custo o agrupamento de saharauis para que não se realizem manifestações.

Bairros inteiros estã sob cerco policial continuo e a policia secreta está presente em todas as cidades. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

El Aaiún sitiada pelas forças de ocupação marroquinas

Equipe Media, 25 de abril de 2019 – El Aaiún – Sahara Ocidental Ocupado.

Quinta-feira 25 de abril de 2019 as forças de ocupação marroquinas foram distribuidas por toda a cidade de El Aaiun nos territórios ocupados para impedir manifestações reivindicando a organização do referendo sobre a autodeterminação, a libertação de todos os presos saharauis que definham nas prisões alauitas e o fim ao saque dos recursos naturais.

Vários manifestantes sofreram repressão das forças de ocupação marroquinas em frente ao Hotel Nijjir, local de alojamento para os membros da MINURSO (missão das Nações Unidas).

Jornalistas da Equipe de mídia captaram o momento exato quando forças marroquinas violaram os direitos humanos do ativista Sidi Mohammed Alawat, que içou uma bandeira da República Saharaui, e o forçaram a cessar as suas reivindicações. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Forças da ocupação marroquina contra estudantes em El Aaiun

PUSL.- El Aaiun foi hoje palco da maior manifestação à decadas de alunos das escolas secundárias contra a alteração dos horários das escolas.

Centenas de membros das forças da ocupação marroquina cercaram escolas e perseguiram alunos tentando reprimir este protesto que teve lugar em todas as escolas públicas da cidade.

“Manifestamos contra a alteração dos horários, mas também nos manifestamos contra a ocupação” diz Mohamed, 15 anos jovem saharaui e aluno do ensino secundário.

“Somos descriminados, sofremos violência todos os dias desde que nascemos estamos fartos. Chega de ocupação” diz Suelma, 14 anos. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Marrocos dispersa manifestação da população saharaui durante a visita de Embaixadas

PUSL.- Ontem a população saharaui saíu mais uma vez às ruas de El Aaiun, nos territórios ocupados do Sahara Ocidental numa manifestação não violenta para mostrar o seu protesto contra a ocupação e exigir a autodeterminação durante a visita de representantes de várias embaixadas à cidade.

As forças de ocupação marroquinas dispersaram de imediato a manifestação com vários elementos da policia por cada manifestante, evitando assim que os representantes das embaixadas da Suíça, Itália, Alemanha, Holanda, Canada, Estados Unidos e Australia vissem os protestos da população saharaui.

A equipa do meio de comunicação saharaui “Bentili”, consegui no entanto obter imagens da manifestação. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Situação do jovem saharaui Eyub Ali Buyema

PUSL.- De acordo com um comunicado de imprensa do Ministério para os territórios ocupados da RASD o jovem saharaui Eyub Ali Buyema, de 18 anos, vizinho de El Aaiún, estudante do ensino secundário, ao qual Marrocos impõe o nome de Ayub Elghan, participou nas manifestações de El Aaiún, a 28 de junho de 2018, altura em que foi atropelado, por um carro de polícia, marca Toyota, modelo “Prado”, com a matricula número 147251, conduzido pelo agente policial marroquino, Mohsen Essrighni.

Como resultado do atropelamento , o jovem sofreu ferimentos graves devido aos quais teve que ser transferido para o hospital Hassan Ben Mehdi. Lá, a negligência da equipe administrativa e de saúde do hospital piorou a sua situação clínica, devido à forte hemorragia interna que sofreu. Na sexta-feira, 29 de junho, no mesmo hospital, o jovem apresentava um quadro clínico complicado. A família do jovem, nas portas do hospital, foi impedida de vê-lo. Assim que as autoridades de ocupação tomaram consciência da gravidade do caso, impediram a sua família de visitá-lo e, além disso, não ofereceram nenhuma informação verídica, esperando que o enviado pessoal da ONU deixasse o território, para não inflamar a população saharaui ainda mais, que continuava a manifestar-se em diferentes partes do Sahara Ocidental.

Para ganhar tempo, Marrocos usou os truques mais inefáveis ​​e ignominiosos.

Primeiro, disseram à família que o jovem estava numa situação estável e que ele seria transferido numa ambulância, para uma das cidades marroquinas para tratamento. Mais tarde, já no sábado, 30 de julho, mais uma vez, eles foram informados de que iriam transferi-num avião para a cidade marroquina de Marrakech, mas pouco depois a familia foi notificada de que o avião havia sofrido uma falha técnica. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Jovem saharaui entre a vida e morte por gritar “Autodeterminação”

PUSL.- A 28 de Junho, no primeiro dia da visita de Horst Koehler, enviado pessoal do Secretário Geral das Nações Unidas para o Sahara Ocidental, a El Aaiun, a policia atacou violentamente a população saharaui que saiu às ruas para deixar uma mensagem clara a ONU: Maghreb Barra, Labadil Labadil antakrir el Massir – Marrocos Fora – não há outra solução que não seja a autodeterminação.

Durante a repressão aos manifestantes um carro da polícia atropelou e feriu fatalmente o jovem Ayoub Ali Elghan. Segundo as testemunhas presentes o carro empurrou o jovem contra um muro onde o “esmagou”. A familia informou que no hospital foi diagnosticado com fractura da bacia e várias outras fracturas, hemorragias internas, ferimentos na cabeça.

No dia 29 de Junho o jovem que entrava e saía de coma e cuja situação é muito critica, foi transferido para um avião fretado para o transportar acompanhado da sua mãe para um hospital em Marrakesh, fora dos territórios ocupados. O avião teve uma avaria e regressou a El Aaiun.

Ayoub encontra-se no hospital de El Aaiun e em estado muito grave.

As autoridades marroquinas receando o pior filmaram Ayoub no hospital e obrigaram-no a dizer que não foi um carro da Policia mas sim um carro civil que o havia atropelado junto das vivendas na Avenida Smara, fazendo circular o video nas redes sociais. (ver video 1) Read more

Ayúdanos a difundir >>>

El Aaiun: população Saharaui sai à rua e exige independência à chegada do enviado da ONU

PUSL.- As autoridades marroquinas “esvaziaram” durante o dia a cidade de El Aaiun, capital do Sahara Ocidental ocupado para preparar a visita de Horst Koehler, enviado especial do Secretário-geral das Nações Unidas para o Sahara Ocidental.

Esta limpeza iniciou-se a semana passada com detenções, aumento de repressão, e incremento de forças policiais, militares e auxiliares.

Esta tarde após a chegada de Koehler ao aeroporto de El Aaiun a população saharaui surpreendeu as autoridades de ocupação ao sair em massa para as ruas exigindo a autodeterminação e saida imediata de marrocos do território.

Na ronda à região Koehler ja esteve em Tindouf nos campos de refugiados saharauis onde foi recebido pelo presidente da RASD e secretário geral da Frente Polisario e manteve encontros com membros do governo, também já se encontrou com representantes do governo marroquino em Rabat. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Manifestação pelos presos políticos saharauis na cidade ocupada de El Aaiun

Ontem, 4 de abril, na avenida Smara , em El Aaiun ocupado várias famílias dos presos politicos saharauis apoiadas por muitos saharauís foram às ruas manifestando a sua solidariedade com os presos de Gdeim Izik.

As forças de ocupação marroquinas dispersaram os manifestantes, momento em que outro grupo de saharauis noutra área da avenida junto ao hotel Nagir, ocuparam uma das rotundas e exibiram bandeiras e gritaram palavras d ordem em apoio aos presos politicos e pela liberdade do Sahara Ocidental.

Durante a intervenção da polícia vários manifestantes ficaram feridos, incluindo Gahli Ajnaa, esposa de Mohamed Bani, um prisioneiro político do grupo de Gdeim Izik, que junto com outros companheiros começou uma greve de fome em 9 de março. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Novos ataques a manifestantes saharauis nos territórios ocupados

No dia 30 de Março jovens saharauis dsempregados realizaram uma manifestação em El Aaiun, territórios ocupados do Sahara Ocidental contra a exploração dos recursos naturais pelo ocupante marroquino, pelos seus direitos sociais e económicos, o direito à autodeterminação e em apoio aos presos politicos saharauis.

As forças de ocupação investiram de imediato contra os manifestantes dismantelando o protesto e provocando vários feridos graves. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Forças de ocupação marroquinas atacam e detêm jovens saharauis desempregados

Na sexta-feira, 30 de março, as autoridades marroquinas detiveram dez membros de um grupo de jovens saharauis desempregados que fizeram um protesto não violento no telhado de um edifício, na Avenida Smara, em El Aaiun, perto do bairro de Matala.

As autoridades marroquinas desmantelaram à força o protesto e às 18h30 detiveram os jovens saharauis que foram levados algemados ao quartel da polícia.

Durante a sua detenção o grupo foi brutalmente espancado com bastões e outros objetos, forçados a sentar-se no chão de cimento, insultados, maltratados e ameaçados.

Brahim Leaajil, Khalil Balla, Amer Lahsen, Moloud Oublal, Hallab Abdallah, Zaidan Omar, Laarousi Fatan, Sidi Saidi, Mahmoud Dahi e Charkaoui Mohamed foram libertados às 00h30.

As famílias dos manifestantes se reuniram em frente ao prédio da polícia, em protesto e solidariedade.

As forças de ocupação também atacaram e invadiram casas de saharauis perto do local do protesto. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Jovens e menores saharauis detidos e torturados

Na noite de sábado para domingo após uma manifestação de jovens saharauis com dezenas de manifestantes na cidade de El Aaiun num protesto não violento contra a ocupação marroquina e o apartheid social, economico e politico vivido no territórios ocupados foram detidos dez estudantes.

As forças de ocupação investiram contra os manifestantes e detiveram os jovens.

Os menores foram sequestrados para local desconhecido e as autoridades não informaram nem as familias, nem foram autorizados a ter a presença de advogados após a sua detenção arbitrária.

De acordo com o relatório da Network Activists News, as autoridades soltaram na segunda-feira 26 de fevereiro, Mohammed al-Marwani, quando a sua condição de saúde se deteriorou devido à tortura.

Na terça-feira, dia 27 de Fevereiro, os estudantes saharauis foram apresentados ao tribunal em El Aaiun. Os arredores tribunal estavam fortemente vigiados e baixo cerco, ninguém podia entrar no tribunal. As famílias não tinham autorização para ver os seus filhos. Read more

Ayúdanos a difundir >>>
1 2