Saharaui de 14 anos preso, espancado e maltratado pela polícia marroquina

PUSL / Jornal Tornado .- M’barek Mohamed Bani, um aluno saharaui de 14 anos, foi vítima de detenção arbitrária no passado sábado, 25 de maio de 2019.

M’barek estava a participar numa manifestação pacífica na cidade de El Aaiun, no Sahara Ocidental ocupado, quando a polícia marroquina o prendeu sem motivo. Não lhe foi mostrado nenhum mandato de captura ou informado sobre as razões de sua prisão e levado para a esquadra de polícia na rua Boucraa.

Após chegar à esquadra, as forças de ocupação marroquinas pegaram no seu telefone e viram seu conteúdo. Quando viram que M’barek usava a bandeira da República Democrática Árabe Saharaui como imagem de perfil, começaram a cuspir na cara dele. Vendo que ele também tinha fotos da Frente POLISARIO, começaram a bater nele com os punhos. O jovem estudante tentou proteger a cabeça e o rosto o melhor que pôde, enquanto um dos policiais o segurava e outros o espancavam.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Apresentado na Universidade do Porto Relatório sobre a situação em que crianças e jovens saharauis vivem nos territórios ocupados

PUSL.- Terça-feira, Isabel Lourenço, membro da Fundação Sahara Ocidental e colaboradora do Pusl apresentou o “Relatório sobre o abuso dos direitos das crianças e estudantes saharauis nos territórios ocupados do Sahara Ocidental”. A apresentação foi organizada pelo Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto (Portugal).

A apresentação deste relatório despertou grande interesse entre os estudantes da faculdade, professores e investigadores e jornalistas presentes.

O relatório denuncia, de forma muito detalhada, a terrível situação de violência continuada sofrida pelas crianças e estudantes saharauis nos territórios ocupados do Sahara Ocidental. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Conferência Crianças e Estudantes Saharauis sob ocupação

PUSL.- O Centro de Estudos Africanos da Universidade do Porto irá apresentar o “Relatório sobre o abuso dos direitos das Crianças e Estudantes Saharauis nos territórios ocupados do Sahara Ocidental” no próximo dia 6 de Março, pelas 16:30, na Faculdade de Letras da UP, sala de reuniões.

Este é o primeiro relatório sobre as consequências nefastas que um conflito armado por resolver tem sobre as crianças e jovens. Devido aos impedimentos impostos aos jornalistas pelo Reino de Marrocos e ao difícil acesso da comunicação social aos territórios ocupados do Sahara Ocidental este conflito não tem encontrado o eco que justificaria. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Autoridades de ocupação marroquinas enviam para a prisão um saharaui menor de idade

Segundo informações da Equipe midia, o saharaui menor Mauloud Mohamed Hmaidaha, de apenas 15 anos de idade, foi enviado para a prisão negra em El Aaiun ocupada por ordem do procurador-geral do rei do Tribunal daquela cidade. A sua prisão foi motivada por participação numa manifestação pacífica organizada última segunda-feira no bairro de Jaratoria em El Aaiun.

Equipe de mídia fex uma entrevista com a mãe da criança (ver vídeo em anexo) que confirma que seu filho foi torturado durante os interrogatórios a que foi submetido antes de ser enviado para a prisão e apela a uma acção por organizações internacionais de direitos humanos para liberar o seu filho.

Mais uma vez as autoridades marroquinas violam os direitos da população saharaui, com a agravante de, neste caso, se tratar de um menor. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Anass regressa à familia adoptiva

Anass Omari, o menino de onze anos que tinha sido retirado à sua familia em El Aaiun ontem, por ter feito uma bandeira da RASD foi hoje devolvido à sua casa em El Aaiun.

Anass tinha passado a noite na esquadra da policia e ia ser internado no orfanato de Salé, a mais de 1000km de distancia em território marroquino.

A policia de ocupação justificou esta acção por Anass ter feito bandeiras da RASD (República Árabe Saharaui Democratica).

O menino tinha escrito uma carta dirigida às crianças e jovens saharauis a pedir que não o esquecessem.

A indignação da população saharaui assim como a divulgação e denuncia do caso nas redes sociais e meios de comunicação social exerceram a pressão necessária para que a criança fosse devolvida à sua familia.

Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Menino de onze anos retirado à familia e levado para orfanato

Anass Omari, menino de onze anos foi retirado à sua familia em El Aaiun ontem, passou a noite na esquadra da policia e foi em seguida levado para Marrocos para o orfanato de Salé, a mais de 1000km de distancia.

A policia de ocupação justifica esta acção por Anass ter feito bandeiras da RASD (República Árabe Saharaui Democratica).

Anass Omari de origem marroquina é orfão e foi adoptado por uma familia saharaui com que viveu até ao dia de ontem no bairro Colomina em El Aaiun.

O menino fez chegar uma carta a sua familia dirigida às crianças e jovens saharauis a pedir que não o esquecessem porque era saharaui como eles.

Os orfanatos em marrocos são conhecidos pela sua insegurança e devido à corrupção existente um vehiculo para que as crianças sejam vitimas de redes de pedofilia. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Emrikli Abedsalam de 15 anos aguarda julgamento em liberdade condicional

Como noticiamos no dia 3 de Dezembro,Essalami Jamal, Yasin Elghouti e Emrikli Abedsalam rapazes saharauis de 15 anos foram ilegalmente detidos e presos na prisão de El Aaiun, territórios ocupados do Sahara Ocidental com julgamento agendado para o próximo dia 20 de Dezembro.

Ontem as autoridades marroquinas libertaram Emrikli Abedsalam para aguardar julgamento em liberdade condicional mas os seus companheiros continuam detidos na prisão negra de El Aaiun.

Esta detenção de menores numa prisão de adultos é uma grave violação do direito internacional. Recordamos que os jovens foram vitimas de tortura por parte dos agentes marroquinos.

Os 3 menores participaram na manifestação não violenta que foi documentada pelo canal de informação dos EUA, Democracy Now!. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Rapazes saharauis de 15 anos detidos em El Aaiun

niños saharauis detenidos

Essalami Jamal, Yasin Elghouti e Emrikli Abedsalam rapazes saharauis de 15 anos estão ilegalmente detidos na prisão de El Aaiun, territórios ocupados do Sahara Ocidental.

Os 3 menores participaram na manifestação não violenta que foi documentada pelo canal de informação dos EUA, Democracy Now!.

No rescaldo da manifestação foram detidos vários jovens e torturados, sendo que a maioria foi libertada passado alguns dias.

Os jovens estão ilegalmente detidos sem terem cometido nenhum crime, numa prisão para adultos e vitimas de tortura.

As autoridades marroquinas anunciaram o julgamento dos menores para o próximo dia 20 de Dezembro. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Sonho com o meu pai, e quando acordo olho para a parede e choro…

13446272_1406664526016554_383683240_o15 de Junho 2016, Isabel Lourenço para porunsaharalibre.org

Fatma Zawi 8 años

Os filhos dos presos políticos saharauis são as vitimas esquecidas, que sofrem a sentença dos pais na pele.

Dos mais de 50 presos políticos saharauis, muitos têm filhos e filhas menores. Algumas dessas crianças nasceram após a detenção dos seus pais.

Marrocos envia os presos políticos saharauis para prisões marroquinas, fora dos territórios ocupados do Sahara Ocidental, sequestrando na realidade estes homens para um país estrangeiro e a centenas e por vezes milhares de km de distância das suas famílias.

As autoridades marroquinas violam não só os direitos dos presos políticos como os direitos dos seus filhos menores.

São vários os casos de filhos menores que assistiram à captura e detenção dos seus pais, com invasão das casas, um cenário de violência extrema que causa traumas para toda a vida, como está documentado por várias organizações e instituições académicas. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Policía marroquina detém menor deficiente após tareia recebida por parte de colonos marroquinos

jalil_abaililEl Aaiun (capital ocupada do Sahara Ocidental), 06/05/16 (SPS)

Polícia marroquina deteve e torturou esta quinta-feira uma criança deficiente saharaui segundo, o relatório do Ministério do território ocupado.

Segundo a fonte a criança deficiente chama-se Jalil Eabeilil . As forças da ocupação espancaram o menor na noite passada.

O menino foi também agredido por colonos marroquinos, comerciantes, na Avenida principal, simplesmente por tocar uma motocicleta exposta para venda na rua.

A avó da criança foi forçada a assinar um documento sem saber o conteúdo do mesmo. Read more

Ayúdanos a difundir >>>