Inacção da ONU pode levar ao fim do cessar-fogo

ould-salek15 de outubro de 2016, Innercitypress / porunsaharalibre.org, 

Segundo informação de Innercitypress , o jornalista Matthew Russel perguntou ao vice-porta-voz de Ban Ki-Moon, Sr. Farhan Haq quantos dos 83 funcionários da MINURSO expulsos por Marrocos estão de volta ao terreno, ao que Farhan Haq respondeu que apenas regressaram 25. E não respondeu sobre, ou mesmo a confirmação de recebimento da, carta de 26 de setembro que a Frente POLISARIO enviou a Ban Ki -Moon.

O site da Innercitypress publicou a declaração do Chefe de Relações Exteriores da Frente Polisario, Mohamed Salem Ould-Salak, que aqui reproduzimos. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

PEV questiona Governo sobre violação de cessar fogo em Guergarat

14 de setembro de 2016, porunsaharalibre.org

Partido Ecologista os Verdes enviou pregunta escrita dirigida ao Ministério dos Negócios Estrangeiros pelos Srs. Deputados José Luís Ferreira e Heloísa Apolónia sobre a violação do cessar-fogo por parte de Marrocos no Sahara Ocidental.

Os deputados do PEV pediram ao Presidente da Assembleia da República que remetesse ao Governo a pergunta, para que o Ministério dos Negócios Estrangeiros possa prestar os seguintes esclarecimentos:

1- Qual a posição do governo português relativamente à violação do cessar-fogo por parte de Marrocos no Sahara Ocidental?
2- O que considera o Ministério dos Negócios Estrangeiros que a ONU deve fazer nesta situação?
3- Vai o Governo português tomar alguma medida ou posição sobre o conflito no Sahara Ocidental?
4- Qual a posição do Governo português sobre a expulsão dos membros da MINURSO por parte de Marrocos? Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Segundo Innercitypress a ONU pretende terminar a estrada de asfalto iniciada por Marrocos em Guergarat

guergarat

9 de setembro de 2016 – porunsaharalibre.org

Segundo informação da Innercitypress existe a possibilidade que as Nações Unidas terminem a estrada de asfalto iniciada de forma ilegal e em violação do acordo de cessar fogo por Marrocos em Agosto passado na zona de Guergarat.

Desde o inicio desta obra e do destacamento de militares marroquinos para esta zona tampão a situação tem se agravado e houve uma clara subida de tensão entre Marrocos e Polisario.

Apesar dos saharauis apelarem repetidamente a ONU para intervir nesta clara violação dos acordos firmados por parte de Marrocos, tem-se assistido a uma impassividade total.

Após 25 anos de mentiras por parte da comunidade internacional que não faz cumprir as resoluções aprovadas para a realização do referendo, a população saharaui chegou ao limite da paciência. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Representante da Polisario na ONU reúne-se com o presidente do CS para abordar a situação em Guergarat

Representante Polisario ante la ONU, Ahmed Bujari

Nueva York, 08/09/2016 (SPS)

O representante da Frente Polisario na ONU, Ahmed Boukhari foi recebido quarta-feira em Nova Iorque pelo Presidente do Conselho de Segurança da ONU, o Sr. Gerard Van Boheman com quem abordou a situação na área de Guergarat.

Durante a reunião, o Sr. Bukhari informou o presidente do Conselho de Segurança sobre a situação criada em El Guergarat após a violação por parte de Marrocos do acordo de cessar-fogo acordado entre a Frente Polisário e Marrocos, sob os auspícios das Nações.

O Sr . Bukhari transmitiui ao Sr. Van Boheman a posição assumida pela Frente Polisário para enfrentar a provocação de Marrocos, que “põe em risco a possibilidade de uma solução pacífica e constitui uma ameaça directa para a estabilidade e a segurança na região.”

Bukhari reiterou o apelo para “a necessidade urgente do Conselho de Segurança assumir a sua responsabilidade de evitar que a situação criada unilateralmente por Marrocos conduza a um cenário de conflito aberto com consequências imprevisíveis.” Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Comunicado da União Africana sobre a violação de cessar-fogo de Marrocos em Guargarat

Nkosazana-Dlamini-Zuma Union Africana5 de setembro de 2016, porunsaharalibre.org

A Presidente da Comissão da União Africana (UA), Dra. Nkosazana Dlamini-Zuma, compartilha a profunda preocupação expressa pela Organização das Nações Unidas (ONU) e seu Secretário-Geral, Ban Ki-moon, sobre a situação tensa que se desenvolveu em Guargarat, faixa tampão no sudoeste do Sahara Ocidental, desde 11 de Agosto de 2016, quando as forças militares marroquinas cruzaram o muro e, posteriormente, a Frente Polisário implantou as suas forças militares na zona.

A Presidente insta ambas as partes a respeitar integralmente o acordo militar número 1 e terminar imediatamente qualquer violação ao Acordo de 1991 de cessar-fogo, bem como a trabalhar de boa fé e sem condições prévias, para criar o ambiente necessário para a retomada das negociações e o início do referendo de autodeterminação para o povo saharaui, no contexto de acordos consistentes com os princípios e propósitos da Carta das Nações Unidas, bem como as resoluções e decisões da ONU e da OUA / UA. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

O SN da Polisário reúne para analisar a situação no Sahara Ocidental

secretariado nacional frente polisario

Chahid El Hafed, 03/09/16(SPS)

A Secretaria Permanente do Secretariado Nacional da POLISARIO reuniu-se sob a liderança do Presidente da República e Secretário-Geral da Frente POLISARIO o Sr. Brahim Gali, no sábado para examinar os últimos desenvolvimentos da causa nacional, particularmente enfocando a violação do cessar-fogo por Marrocos em Gargarat, zona na parte sudoeste do território nacional da República Saharaui.

Num relatório divulgado hoje pelo Secretariado Permanente também se falou nas medidas tomadas ao nível do Exército Popular de Libertação Saharaui (EPLS) perante a nova escalada do Estado da ocupação marroquino e alertou para o perigo de a última violação do Marrocos ao Acordo de cessar-fogo, caracterizando-o como uma ameaça à paz e à estabilidade na região.

Nesse sentido, rejeita as práticas agressivas provocadoras de Marrocos, sublinhando a necessidade de cumprir com os requisitos do acordo militar No. 1. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

O vice-ministro Saharaui para a África informa o CPS da UA sobre a violação de Marrocos na área da Guergarat

img-20160830-wa0034

Addis Abeba, 2016/08/30 (SPS)

O ministro delegado saharaui para os Assuntos Africanos, Mayara Jalil Hamdi, foi recebido hoje, na sede da União Africano, em Addis Abeba, Etiópia, pelo Comissário para a Paz e Segurança da União Africana Embaixador Ismail Shargui para informar sobre a posição sobre a recente escalada na zona de El Guergarat.

Neste contexto, o responsável saharaui disse que “a decisão marroquina de entrar na área de El Guergarat é considerada uma perigosa escalada, cujo impacto pode ameaçar seriamente o cessar fogo vigente na região”, acrescentando que, “informar o Conselho de Paz e Segurança da UA sobre a situação e eventos, como foi feito anteriormente com a ONU e a sua missão no Sahara Ocidental (MINURSO), é uma prova de que a parte saharaui entende a gravidade do passo dado pelo lado marroquino “. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

A situação tensa em Guergarat

Captura de pantalla 2016-08-29 a las 16.07.30

Por Omar Slama, 29 de agosto de 2016 / porunsaharalibre.org

Os desenvolvimentos na área de Guergarat (extremo sul do Sahara Ocidental) deixa a nú a capacidade da MINURSO para cumprir os seus objectivos: o referendo de autodeterminação, e o principal; o cumprimento do cessar-fogo. A primeira denuncia da Frente Polisario da violação do cessar-fogo por Marrocos já criticava três aspectos mais controversos: Minava o acordo militar No. 1 acordada entre as partes que regula o processo do cessar-fogo, proibindo qualquer acção militar ou criação de instalações na zona tampão (que se estende ao longo de cinco quilómetros do muro marroquino da vergonha), também dá a Marrocos a possibilidade de anexação de uma área fora do cinto e cria uma situação grave de tensão numa área sensível e impede o pleno funcionamento na fronteira mauritana- sahara.

Após esta primeira queixa formal da Frente Polisario nas Nações Unidas, por escrito, o secretário de segurança do Estado, Brahim Ahmed Mahmoud, pediu consultas, ao chefe da MINURSO )Missão das Nações Unidas para um Referendo no Sahara Ocidental) em Tindouf, Dr. Yussef Djedyan, para transmitir o seu forte protesto contra a flagrante violação marroquina ao acordo de cessar-fogo assinado em 1991 entre as partes em conflito. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

O Conselho de Ministros responsabiliza a ONU, pela violação marroquina do cessar-fogo

consejo ministros sahara

Chahid al-Hafed (Campamentos de Refugiados Saharauis), 28/08/2016 (SPS)

O Conselho de Ministros culpou hoje as “Nações Unidas e o Conselho de Segurança da violação marroquina sem precedentes do cessar-fogo, convidando-os a tomar imediatamente as medidas necessárias para acabar com as práticas desta violação “.

Num comunicado divulgado após a sua reunião, o Conselho de Ministros “exigiu a retirada de todo o arsenal e militares e elementos civis marroquinos da zona de separação de Guergarat, a sul da República Saharaui, alertando que qualquer inação ou passividade, seria considerado um sinal de luz verde às autoridades de ocupação marroquina para prosseguirem a sua política de intransigência, escárnio e agressão que ameaçam seriamente a paz e a segurança na região “.

A este respeito, o Presidente da República e Secretário-Geral da Frente POLISARIO disse: “Este comportamento das autoridades de ocupação marroquinas só pode ser entendido como um sinal de sua intransigência, imprudência e desafiando a lei internacional e violação dos seus compromissos internacionais, como reação ao isolamento regional, continental e internacional “. Read more

Ayúdanos a difundir >>>

Declaração do Secretário-Geral ONU sobre o Sahara Ocidental

WhatsApp Image 2016-08-28 at 17.18.35

28 de de agosto de el año 2016, porunsaharalibre.org

Após uma reunião de emergência do Conselho de Segurança das Nações Unidas, este Domingo o porta voz do SG deu a conhecer a seguinte declaração:

O secretário-geral está profundamente preocupado com a situação tensa que se desenvolveu na faixa tampão no sudoeste do Sahara Ocidental entre o muro marroquino e a fronteira mauritana, como resultado de mudanças no status quo e da introdução de unidades armadas de Marrocos e da Polisário em estreita proximidade uns dos outros.

O Secretário-Geral exorta ambas as partes a suspender qualquer ação que altera esse status quo e para retirar todos os elementos armados de modo a evitar qualquer nova escalada e permitir à MINURSO manter discussões com ambas as partes sobre a situação. O Secretário-Geral sublinha a importância para ambas as partes de respeitar as suas obrigações de acordo com o contrato militar número 1, e a necessidade de respeitar a letra e o espírito do acordo de cessar-fogo. Read more

Ayúdanos a difundir >>>